Em um ano e meio, Hospital Estadual da Mulher se consolida como referência na Bahia

Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos presta relevante e qualificado serviços de saúde ao público feminino.

Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos presta relevante e qualificado serviços de saúde ao público feminino.

“Os profissionais daqui têm salvado vidas. Eles fazem procedimentos como retirada de útero, miomas, nódulos cancerígenos e redução de mama e com isso mudam a vida das pacientes”, relata a paciente Maria Conceição, 49 anos, sobre a importância do Hospital da Mulher para a Bahia e para a melhoria de vida e saúde das mulheres do estado.

Inaugurado em 9 de janeiro de 2017, em pouco mais de um ano e meio de funcionamento, o Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos, localizado no Largo de Roma, em Salvador, se consolidou como referência estadual no diagnóstico e tratamento dos principais agravos que acometem a mulher.

Em um ambiente humanizado e acolhedor, Maria Conceição é uma das 150 mil baianas que já receberam atendimento na unidade e uma das 11.146 que já passaram por procedimentos cirúrgicos.

Com equipamentos modernos e corpo médico multidisciplinar, a unidade conta com 136 leitos, sendo 10 de UTI, e oferece internamento hospitalar nas especialidades de clínica médica e cirúrgica, hospital-dia, atendimento ambulatorial, procedimentos de diagnose e terapias, além de serviços de apoio assistencial e de atenção às mulheres em situação de violência sexual (AME).

No ambulatório, a unidade contempla os serviços diferenciados de alta resolução para diagnóstico e tratamento do câncer do colo do útero e de mama, além de planejamento familiar, mastologia, oncoginecologia, cirurgia plástica, urologia, cirurgia geral e reprodução humana/endometriose.

Para a paciente Caroline Silva, o atendimento da unidade se mostra, além de acolhedor, diferenciado devido à qualidade da assistência. “Aqui recebi um acompanhamento melhor que em muito hospital particular”, garantiu Caroline, paciente da especialidade de Cirurgia geral, a terceira mais procurada depois de Mastologia e Ginecologia.

Ao todo, mulheres de 402 municípios da Bahia, do total de 417, já receberam acolhimento no Hospital da Mulher. É o caso de Dona Aurenice Oliveira da Silva, 52 anos, vinda de Campo Formoso, cidade localizada a cerca de 500 quilômetros de Salvador. Aurenice procurou a unidade para fazer o diagnóstico e tratamento do seu quadro de saúde. Após todos os procedimentos, a dona de casa é só elogios ao hospital. “Achei bom mesmo o tratamento recebido aqui. Graças a Deus deu tudo certo na cirurgia!”, revela. “Agora me sinto bem e feliz!”.

Para ser atendida no Hospital da Mulher, assim como dona Aurenice, a paciente deve passar por uma avaliação na unidade básica do seu município para ser cadastrada no sistema Lista Única. A partir de então, será agendada uma consulta no Hospital da Mulher. Em caso de dúvidas, a paciente pode entrar em contrato através do telefone 0800 071 4000. A ligação é gratuita.

AME

O AME presta atendimento 24 horas por dia, durante os sete dias na semana, a mulheres e adolescentes a partir de 12 anos que foram expostas a violência sexual. Composto por equipe multiprofissional como médicos, enfermeiros, farmacêuticos, assistentes sociais e psicólogos, o serviço atua em parceria com o Ministério Público, o Instituto Médico Legal (IML) e a Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado (SPM-BA), além de conselhos de saúde regionais. Desde a inauguração, até o mês de julho, 232 mulheres já receberam apoio e atendimento na unidade.

As pacientes podem chegar ao AME por meio da chamada ‘porta aberta’ – que abrange toda a demanda espontânea do serviço –, através de órgão judicial e policial ou ainda referenciadas pela Central de Urgências do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Ações

Para atender a alta demanda, o Hospital da Mulher ainda realiza, ao longo do ano, feiras, ações e mutirões como as duas edições da Feira Março Mulher, que beneficiaram, ao todo, mais de 22 mil mulheres.

A unidade também percorre, através da Unidade Móvel, municípios do interior da Bahia para a realização de preventivos e mamografia e ainda promove, em Salvador, ações e mutirões de consulta para as especialidades de cabeça e pescoço, cirurgia geral e ginecologia, além de ações como as promovidas para reconstrução de mama, inserção de DIU e realização de laqueaduras, beneficiando, em um ano e meio, mais de 15 mil mulheres.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]