Educadores dialogam sobre a BNCC na segunda etapa da Jornada Pedagógica nas escolas estaduais da Bahia

Jornada Pedagógica realizada no Colégio Estadual de Plataforma.

Jornada Pedagógica realizada no Colégio Estadual de Plataforma.

Com o objetivo de planejar as ações pedagógicas do segundo semestre do ano letivo e ampliar o debate sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), professores, gestores, estudantes e familiares participaram, nesta segunda-feira (23/07/2018), da segunda etapa da Jornada Pedagógica 2018. A atividade foi realizada em todas as unidades escolares da rede estadual de ensino e integrou a programação do Dia de Apropriação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O documento determina o conjunto orgânico e progressivo das aprendizagens essências a que todos estudantes brasileiros têm o direito de aprender e se desenvolver em todas as etapas da Educação Básica.

No Colégio Estadual de Plataforma, localizado no Bairro de Plataforma, em Salvador, familiares e estudantes se envolveram nas discussões direcionadas pelos educadores sobre a BNCC e, também, nas questões relacionadas ao ano letivo em curso. Além disso, todos participaram de dinâmicas para estimular a integração entre escola e comunidade. Dona Nice Mendes fez questão de participar da jornada juntamente com seu o filho Michel Mendes, 15, que cursa o 2º ano, e falou sobre o envolvimento dos pais em atividades como esta. “Ao participarmos da Jornada Pedagógica, entendemos que estamos contribuindo para o desenvolvimento não só da escola, como também dos alunos”, afirmou. O seu filho, Michel também falou sobre este momento de troca. “Eu acho muito válido o apoio e a participação dos pais nas atividades promovidas pela escola”, comentou.

Durante a atividade, os educadores do Colégio Estadual Bertholdo Cirilo dos Reis, localizado no mesmo bairro, também puderam ter mais detalhamento da BNCC, por meio de vídeos explicativos, debates, dinâmicas de grupo e oficinas. O professor de Inglês do colégio, Maurício César Oliveira, participou das discussões. “Está é uma medida que está na construção de uma escola melhor para fazermos a adequação dos conteúdos a partir desse novo mote que é a Base. Isso é importante porque a escola cria uma identidade própria e é a partir dela que a gente vai desenvolver as nossas ações”, destacou o educador.

O superintendente de Políticas para a Educação Básica da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Ney Campelo, participou das discussões com os educadores destas unidades escolares e falou sobre a atividade. “Esta iniciativa de estabelecer um dia de apropriação da BNCC é uma orientação nacional, no sentido de que se aprofunde no entendimento do documento e, partir dessa leitura crítica, possa se apoiar mais no processo de implementação da Base”, ressaltou.

No interior do Estado, todos os professores e gestores também fizeram estudos com os textos da BNCC. Este foi caso da professora de Língua Portuguesa, Ana Cristina Genu, que leciona no Colégio Estadual Senhor do Bonfim, localizado em Senhor do Bonfim (406 km de Salvador). “O que mais me chamou a atenção até agora no texto introdutório da Base foi o trecho que destaca que cada sistema de ensino deverá se preocupar com a parte diversificada do currículo, respeitando as características regionais, culturais e locais dentro da sociedade em que o aluno está inserido”, salientou a educadora.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]