Oportunidades de negócios na Bahia são apresentadas a embaixadores árabes e africanos

Missão diplomática realizada pela câmara Árabe-brasileira, reúne representantes de 25 países árabes e africanos com equipe do governo para discutirem negócios na Bahia.

Missão diplomática realizada pela câmara Árabe-brasileira, reúne representantes de 25 países árabes e africanos com equipe do governo para discutirem negócios na Bahia.

A busca por novas oportunidades comerciais na Bahia trouxe uma comitiva formada por representantes de países árabes e africanos para participar de reunião com o vice-governador do Estado, João Leão, na tarde desta terça-feira (19/06/2018). O encontrou ocorreu na Governadoria, em Salvador, com a presença de secretários estaduais.

A missão diplomática, composta por 25 embaixadores de diferentes países, teve a oportunidade de discutir formas de ampliar a relação comercial com o estado baiano. Segundo João Leão, a Bahia tem inúmeras áreas que estão aptas a receber investimentos estrangeiros. “Temos investimentos na Bahia que já estão em fase avançada, a exemplo das usinas de açúcar, a Ferrovia Oeste-Leste [Fiol], o Porto Sul, empreendimentos mobiliários na Ilha de Itaparica e vinícolas na região do São Francisco. O Governo da Bahia está de braços abertos para receber investimentos de diversas partes do mundo. As opções são muitas e diversificadas”, afirmou Leão.

Já o embaixador da Palestina, Ibrahim Alzeben, lembrou que a Bahia e os países árabes e africanos têm um laço que reforça a possibilidade de cooperação comercial. “Estamos aqui em missão especial e com intenção expressa de ampliar a relação comercial entre a Bahia e os nossos países. Além disso, estar na Bahia é como procurar as nossas raízes, que estão aqui há 400 anos. Nessa visita, podemos perceber os profundos laços que nos unem. A nossa expectativa é que essa cooperação possa ocorrer e seja vantajosa para ambos”.

Em 2017, a Bahia exportou para os 22 países da Liga da Árabe um total de US$ 84,4 milhões em pedras preciosas, café, algodão, celulose, borracha e produtos químicos. Segundo o presidente da Câmara Comercial Árabe, Rubens Hannun, já foram identificadas potencialidades do estado baiano que podem ser aproveitadas por meio da relação comercial.

“Acho que a gente pode ampliar muito essa relação. Os países árabes são demandantes de muitos produtos que existem em abundância na Bahia. Por exemplo, aqui tem muitas frutas e um dos maiores rebanhos brasileiros está aqui. Esse encontro é a oportunidade de dar início a uma relação mais forte de parceria. A nossa intenção é estruturar uma missão comercial para que esse intercâmbio seja sustentável. Também existem muitos produtos árabes que interessam à Bahia. Estamos buscando essa troca para que seja um negócio sustentável e bom para os dois lados”, ressaltou Hannun.

Participaram da reunião os secretários estaduais da Casa Civil, Bruno Dauster; de Desenvolvimento Econômico, Luiza Maia; de Turismo, José Alves; e de Cultura, Arany Santana.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]