Para deputado Alex Lima, conselheiro Pedro Lino deveria se declarar impedido de se manifestar sobre contas do Governo da Bahia

Alex Lima: Os incentivos fiscais concedidos por Jaques Wagner e Rui Costa foram validados pelo Conselho Nacional de Política Fazendária.

Alex Lima: Os incentivos fiscais concedidos por Jaques Wagner e Rui Costa foram validados pelo Conselho Nacional de Política Fazendária.

“O conselheiro Pedro Lino (TCE) deveria se declarar impedido de se manifestar sobre qualquer questão relacionada ao Governo do Estado. É notório que trata-se de uma pessoa umbilicalmente ligada à oposição ao governo”, afirmou deputado estadual Alex Lima, nesta terça-feira (22/05/2018), ao comentar a decisão do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado da Bahia em relação às isenções fiscais concedidas pelo Governo do Estado.

Na opinião do deputado, Lino “não tem legitimidade para se manifestar sobre as contas do Estado”. Ele destacou que a tese do conselheiro já foi veementemente rebatida pelo ex-secretário James Correia, que lembrou que os benefícios fiscais questionados por Lino foram concedidos pelo ex-governador Paulo Souto. “Os incentivos fiscais concedidos por Jaques Wagner e Rui Costa foram validados pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (órgão constituído por representantes do ministério da Fazenda), mas Pedro Lino preferiu levar em consideração suas convicções políticas”, concluiu o deputado.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]