Jornalistas farão ato em defesa da democracia | Por Flaviana Serafim

Cartaz do 'Ato de Defesa da Democracia e do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo'.

Cartaz do ‘Ato de Defesa da Democracia e do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo’.

Jornalistas, blogueiros, midiativistas, representantes de organizações da sociedade civil, dos movimentos populares e do movimento sindical participam do “Ato em Defesa da Democracia e do Sindicato”, que ocorre neta terça-feira (08/05/20185), a partir das 19 horas, no auditório Vladimir Herzog, sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), na Rua Rego Freitas nº 530, sobreloja, Vila Buarque, centro paulistano.

Entre as presenças confirmadas estão a cartunista Laerte Coutinho, do blogueiro Eduardo Guimarães e de jornalistas como Barbara Gancia, Breno Altman, José Arbex Jr., Laura Capriglione, Laurindo Lalo Leal Filho, Maria Inês Nassif, Paulo Moreira Leite e Paulo Salvador. Participam ainda representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), da Comissão de Justiça e Paz, do Grupo Tortura Nunca Mais-SP, dos sindicatos dos Artistas e dos Radialistas de SP.

O Ato será um momento de reafirmar a defesa da democracia em no país, submetido desde 2016 a um governo de exceção, com um programa de desmonte dos direitos trabalhistas e sociais, destruição do patrimônio público, abertura das fronteiras nacionais ao capital externo e hostilidade ao movimento sindical e social. Neste cenário adverso, também se enfrenta o conservadorismo de um Legislativo desmoralizado e de um Judiciário que atropela direitos constitucionais e garantias individuais, como a presunção de inocência, afirma a diretoria do SJSP.

A atividade marca os 81 anos de fundação do Sindicato com lançamento de uma campanha reforçando a importância da entidade para o jornalista e para o jornalismo, sobretudo nessa conjuntura de “reforma” trabalhista em que o SJSP tem sido alvo de ataques pelas empresas de comunicação. Mais do que nunca, a entidade se mostra fundamental para defender as condições de trabalho dos jornalistas, submetidas a forte pressão de precarização.

Em meio ao golpe que se aprofunda no país, o Sindicato ainda ressalta seu papel histórico nas lutas pela democracia e pelos direitos humanos no Brasil, e seu direito a expressar livremente as opiniões dos jornalistas a respeito da situação nacional.

No evento também será lançada uma nova campanha de combate à violência a jornalistas, conforme deliberação da categoria em assembleia no último 12 de abril, quando foi criada uma comissão específica para debater e promover ações diante da hostilidade enfrentada pelos profissionais da comunicação devido à polarização política no país.

A campanha de enfrentamento à violência se soma às várias ações que o Sindicato dos Jornalistas tem realizado contra o problema nos últimos anos, entre as quais a realização de plantões de apoio durante as manifestações populares, assistência jurídica, uma parceria com a Promotoria de Direitos Humanos do Ministério Público de São Paulo e diálogo com o ex-governador Geraldo Alckmin para cobrar mudanças na atuação da Polícia Militar.

Serviço

Data: 8 de maio de 2018 (terça-feira) | Horário: 19h

Local: Auditório Vladimir Herzog – Sede do Sindicato | Rua Rego Freitas nº 530 – Sobreloja – Vila Buarque (Metrô República) – São Paulo/SP

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]