+ Manchetes >

Vereadores sugerem melhorias para a Micareta de Feira de Santana

José Menezes (Zé Filé): estou impressionado com o circuito, que diminui a cada ano.

José Menezes (Zé Filé): estou impressionado com o circuito, que diminui a cada ano.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta terça-feira (24/04/2018), na Casa Legislativa, o edil José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS) afirmou que a Micareta de Feira de Santana está findando e informou que dará entrada em uma indicação sugerindo mudança no percurso da festa.

“A Micareta só não acabou por causa do brilho que a imprensa dá à festa. Estou impressionado com o circuito, que diminui a cada ano. Ele começa na Igreja dos Capuchinhos e termina antes da Avenida Maria Quitéria. Vou sugerir ao prefeito que o percurso comece na Igreja dos Capuchinos e faça um retorno ali na Maria Quitéria, assim as bandas podem tocar de um lado e de outro do circuito”, disse Zé Filé.

Segundo o vereador, em entrevistas foi informado que os artistas não são favoráveis ao retorno. “Quem manda na festa não são as bandas e sim o Poder Público. Quem não quiser fazer o retorno não toca na festa. E por falar em artistas preciso elogiar os cantores Pablo, Devinho Novaes e Léo Santana, que fizeram excelentes apresentações, mas também vou dizer que a Timbalada acabou, não serve mais”, avaliou.

Ainda na tribuna, o edil ressaltou que este ano as associações que recebiam recursos para se apresentarem na festa não receberam e ficaram de fora. E, para finalizar, parabenizar o presidente da Câmara pelo camarote, que não teve uso de recursos públicos, todo o gasto foi rateado entre os 21 edis”, parabenizou.

Roberto Tourinho volta a sugerir mudanças na Micareta de Feira de Santana

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta terça-feira (24), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Roberto Tourinho (PV) reforçou a ideia de que a Micareta de Feira precisa ser reformulada.

“Durante anos a Micareta de Feira foi uma festa de referência e de grande projeção. Foi a 1ª micareta do Brasil e uma das poucas que ainda existe, pois a maioria acabou por conta das debilidades. Na Micareta de Feira não temos mais os blocos e os camarotes individuais, os donos dos blocos agora são donos dos camarotes coletivos. Não sou eu quem vai avaliar a festa mas, inegavelmente a Prefeitura precisa repensar a festa em conversa com entidades de classes e civis. Ter na rua 30,40 mil pessoas em um sábado de Micareta numa cidade de 700 mio habitantes é pouco”, pontuou Tourinho.

Segundo o edil, a Micareta deve ser bancada pela iniciativa privada. “A população pagar R$ 6  milhões para a festa e o Estado contribuir com o aporte de R$ 5 milhões é motivo de repensar sua realização. Se não houver uma intervenção, estaremos fadados a enterrarmos a Micareta, que ainda não está morta, porém se encontra na sala vermelha do Clériston Andrade. Pensar em acabar a festa é um equívoco, mas é preciso fazer algo para revitalizar”, avaliou.

Em aparte, o vereador Antônio Carlos Passos Ataíde (Carlito do Peixe, DEM) ressaltou que o colega já alerta para este assunto há um tempo e concorda com a ideia de que a festa momesca deve ser melhorada.

De volta com a palavra, Tourinho afirmou que há correntes que defendem a mudança da data da feste e outras que acreditam que uma reformulação é a solução. “Há defesa de que a festa seja realizada em janeiro, quando Salvador recebe muitos turistas que podem vir para Feira curtir a festa. Outra corrente entende que deve mesmo haver debates com as classes interessadas, bem como a população feirense e estabelecer outras alterações na festa. Enfim, o prefeito e o secretário devem pensar na reformulação da Micareta de Feira para que ano que vem ela volte a ser uma grande festa popular”, findou.

Alberto Nery parabeniza organização da Micareta e propõe transferência do circuito

O vereador Alberto Nery (PT), ao discursar na tribuna da Casa Legislativa, na sessão desta terça-feira (24), elogiou o sucesso da Micareta de Feira de Santana, parabenizou o secretário municipal de Cultura, Edson Borges, pela condução dos trabalhos à frente da organização do evento e propôs a abertura de diálogo no sentido de transferir o circuito da avenida Presidente Dutra para outro local.

“Não participo da Micareta, mas acompanhei as notícias e foi uma grande Micareta. Parabenizo o secretário Edson Borges por ouvir os envolvidos no evento e sugiro que ele se proponha a ouvir os comerciantes daquele local para promover a modificação da data e do local da festa. A festa naquele espaço prejudica o comércio daqueles empresários instalados na avenida Presidente Dutra”, pontuou.

 Nery prosseguiu destacando a pujança do evento. “A Micareta de Feira de Santana é um dos primeiros carnavais fora de época do país, atrai pessoas de todos os lugares e impulsiona a economia da cidade. Temos duas novas avenidas, a Ayrton Senna e Noide Cerqueira, pode-se pensar em mudar o circuito”, sugeriu.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]