Vereadores apresentam solicitações na Câmara Municipal de Feira de Santana

José Menezes (Zé Filé): há cinco anos é cobrada uma taxa de iluminação pública, descontada do bolso do consumidor, e até o momento nada foi feito com esse dinheiro.

José Menezes (Zé Filé): há cinco anos é cobrada uma taxa de iluminação pública, descontada do bolso do consumidor, e até o momento nada foi feito com esse dinheiro.

José Menezes chama atenção para lâmpadas queimadas na cidade

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta quarta-feira (21/03/2018), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS) voltou a reivindicar melhorias para bairros de Feira de Santana e criticou a taxa de iluminação pública cobrada aos consumidores.

“Essas reinvindicações feitas por Edvaldo Lima já foram feitas por mim não só para o Jardim Acácia, mas para o Feira X, Jussara, Viveiros e outros. Há cinco anos é cobrada uma taxa de iluminação pública, descontada do bolso do consumidor, e até o momento nada foi feito com esse dinheiro. É arrecadado R$ 26 milhões no ano e o projeto da troca de lâmpadas da cidade não sai do papel. Peço ao vereador licenciado desta Casa e secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, que dê uma atenção especial a estas localidades”, pediu Zé Filé.

O edil disse concordar quando os colegas criticam a pouca atuação das polícias Civil e Militar por falta de combustível nas viaturas e comparou com as deficiências do Governo Municipal. “Mas, os carros da Prefeitura andam de taques cheios. Portanto, peço a Justiniano que coloque sua equipe para circular pelas ruas de Feira de Santana à noite, que é quando a situação fica mais crítica em determinados bairros, a exemplo do Viveiros. No Bairro Nova Esperança, é uma lâmpada acesa e duas apagadas. Na Rua D, nº 34, no Viveiros, tem uma lâmpada queimada há dias. Infelizmente, a Secretaria de Serviços Públicos não está fazendo sua obrigação”, concluiu.

Ainda no uso da tribuna, Zé Filé questionou para onde está sendo destino os recursos arrecadados com a cobrança dessa taxa. “Para onde está indo esse dinheiro cobrado todo mês da conta de luz do povo? Porque o dinheiro arrecadado não está voltando como benefícios à população? A segurança pública já não está boa, com as ruas escuras piora mais ainda”, pontuou.

Em aparte, o vereador Antônio Carlos Passos Ataíde (Carlito do Peixe, DEM) afirmou que este dinheiro não vai para a conta da Prefeitura. Quem recebe esse dinheiro é a Coelba e deve utilizar na extensão de rede e troca de lâmpadas. Muitas vezes, os próprios transeuntes quebram as lâmpadas propositalmente e outras queimam mesmo. Porém, o serviço de troca de lâmpadas é feito por uma empresa terceirizada, que cumpre diariamente um cronograma; sem contar com o setor a Secretaria que está disponível apenas para receber informações de lâmpadas queimadas, mas esses serviços não podem ser feitos de uma hora para outras”, defendeu.

Para finalizar, Zé Filé observou a defesa do colega e criticou: “o dinheiro entra na conta da Coelba, mas é repassado para o Município, pois essa taxa não foi criada para agradar a Coelba. Quando o dinheiro entra na conta do Município é ele quem decidir onde e como vai ser gasto”, findou.

José Menezes solicita rede de esgoto para rua do Bairro Campo Limpo

Foi aprovado, em votação única e por unanimidade dos presentes, na Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta quarta-feira (21), o Requerimento de nº 70/2018, de autoria do vereador Zé Filé (PROS), que solicita do gerente da unidade da Embasa de Feira de Santana, Euvaldo Ferreira dos Santos Neto, a implantação de rede de esgoto na Rua Abacaxa, no Bairro Campo Limpo.

“É valido salientar que a rede de esgoto é considerada essencial, tendo em vista a necessidade desta por parte da população, além da sua importância para a saúde de toda a sociedade e para o meio ambiente”, justifica o edil.

Edvaldo lista indicações de sua autoria ainda não atendidas pelo Executivo

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta quarta-feira (21), na Casa Legislativa, o edil Edvaldo Lima (PP) lembrou que algumas indicações de sua autoria ainda não foram atendidas pelo Poder Executivo.

“A indicação nº 269/2014 solicita a perfuração de poços artesianos em toda a zona rural de Feira de Santana. Andando pelos distritos percebi que a seca está assolando as plantações, maltratando os animais e as pessoas que estão sem água em suas casas. Ela ainda não foi atendida, mas tenho esperança que será assim como outras. Sendo atendida, essa indicação levará dignidade aos moradores do campo”, pontuou Edvaldo.

Em aparte, o vereador Marcos Lima (PRP) observou que a perfuração dos poços aconteça apenas nas localidades que não possuem água encanada e sugeriu ao colega Edvaldo que peça ao vice-governador, João Leão, a perfuração dos poços. “ Vossa Excelência, que é da base do vice-governador João Leão, poderia solicitar a ele esse serviço. Na Bahia também temos a Cerb, que é do Governo do Estado, e tem as máquinas para essa perfuração. Tenho a impressão de que o Governo do Estado não quer ajudar Feira de Santana, pois nada faz”, avaliou. Em resposta, Edvaldo disse que já fez essa indicação, mas irá reforçar.

Também em aparte, o edil Carlito do Peixe (DEM) lembrou que houve perfuração de poços no Distrito de Maria Quitéria, porém a água ofertada foi salobra. “O Governo do Estado poderia ajudar nessa questão, mas o govenador só está trabalhando na base da condição. As Prefeituras que são aliadas ao PT ele libera obras, as que não são ele segura e só libera se os prefeitos garantirem apoio nas eleições. Ele trabalha na condição e não pensa no povo”, analisou.

Novamente com a palavram, Edvaldo afirmou que o povo precisa estar de olhos e ouvidos atentos nas próximas eleições. “Os governantes precisam esquecer que são oposição e trabalharem pelo povo. É disso que o nosso país precisa”, afirmou.

Ainda na tribuna, Edvaldo listou mais indicações de sua autoria ainda não atendidas, todas para o Bairro Jardim Acácia. “A indicação nº 1038/2017 solicita a instalação de lâmpadas de led em todos os postes de iluminação pública; a de nº 1037/2017 solicita limpeza completa com capinação de todas as ruas; a de 1115/2017 solicita a reforma da creche Vovó Zeza”, listou.

E continuou. “A de nº 1114/2017 solicita a implantação do Conselho Local de Saúde, a de nº 377/2017 solicita a pavimentação asfáltica da Rua Ruth de Oliveira; a de nº 602/2017 solicita pavimentação asfáltica na Rua Luz e Fraternidade A de nº 520/2017 solicita a reconstrução asfáltica em todas as ruas e a de nº 259/2017 solicita a complementação do calçamento da Rua Penápolis”, finalizou Edvaldo.

Gerusa Sampaio solicita área adequada para comércio de fogos

A vereadora Gerusa Sampaio (DEM), durante pronunciamento na tribuna da Casa Legislativa na sessão desta quarta-feira (21), demonstrou preocupação com os comerciantes de fogos de artificio instalados na Avenida Nóide Cerqueira. De acordo com a vereadora, algumas lojas terão que ser fechadas por conta da construção de um novo shopping na avenida.

A edil solicitou ao Governo Municipal a disponibilização de uma área adequada para os comerciantes se instalarem e darem continuidade às atividades. “O Comercial Santo Antônio, Lojão São Jorge e Aladim Pirotécnia precisam da nossa ajuda. Há dezessete anos o que existia na Nóide Cerqueira? Não existia quase nada, mesmo assim eles já estavam lá gerando empregos com suas lojas. Confio que o nosso poder público irá solucionar este problema,” afirmou.

Para Gerusa, é preciso oferecer amparo aos lojistas para coibir a venda clandestina de fogos no município. “Feira de Santana precisa ter um local específico para esse tipo de comércio, para evitar o comércio clandestino de fogos. Irei protocolar indicação nesse sentido e conto com o apoio dos nobres colegas para sua aprovação”, finalizou.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]