Robinson Almeida critica comentário do prefeito ACM Neto atribuindo tragédia em Salvador como lição para outras famílias

ACM Neto: eu quero até aproveitar para me solidarizar com essa família, mas que o desabamento, infelizmente, sirva de exemplo e de alerta para outras famílias que eventualmente construíram imóveis de maneira irregular, sem seguir os padrões de segurança e de engenharia.

ACM Neto: eu quero até aproveitar para me solidarizar com essa família, mas que o desabamento, infelizmente, sirva de exemplo e de alerta para outras famílias que eventualmente construíram imóveis de maneira irregular, sem seguir os padrões de segurança e de engenharia.

Diante do desabamento de uma casa que tirou a vida de quatro pessoas de mesma família no bairro de Pituaçu, em Salvador, o prefeito ACM Neto (DEM) afirmou que “infelizmente, que sirva de exemplo, ou seja, ele se exime de responsabilidades e acusa as vítimas pela tragédia, diz Robinson Almeida, ex-secretário estadual de Comunicação, em nota encaminhada nesta terça-feira (13/03/2018) ao Jornal Grande Bahia (JGB).

Confira o teor da nota ‘Tragédia de Pituaçu: Infelizmente, que sirva de exemplo para Neto’

Às vezes é melhor ficar calado para não falar besteiras. É o que deveria ter feito o prefeito de Salvador, ACM Neto, hoje.

Diante do desabamento de uma casa que tirou a vida de quatro pessoas de mesma família no bairro de Pituaçu, o prefeito afirmou que “infelizmente, que sirva de exemplo”. Ou seja: ele se exime de responsabilidades e acusa as vítimas pela tragédia.

Não, prefeito. Os mortos são vítimas da incompetência de sua gestão em fiscalizar a ocupação do solo. É obrigação da prefeitura controlar as construções na cidade e interditar aquelas que não atendem às normas técnicas.

Da mesma forma que instalou a maior rede de radares e de agentes multadores de infrações no trânsito da história de Salvador, Neto deveria montar equipe capaz de fiscalizar as obras e construções na cidade e orientar os moradores em situação de risco.

É uma questão de prioridades. O prefeito deveria seguir o exemplo do governador Rui Costa e investir mais em encostas e habitação, do que nas intermináveis festas.

Fica feio e é covardia de Neto transferir suas responsabilidades para os moradores, aos quais deveria proteger. Ainda mais quando as vítimas não possuem mais vidas para se defender.

Nesse momento de dor e sofrimento na cidade, infelizmente, fica o exemplo para ACM Neto.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]