Feira de Santana: “a eleição está chegando e o governador está viajando”, critica vereador

Luiz Augusto (Lulinha): o governador passou mais tempo viajando do que atendendo o povo, os secretários e os diretores do Estado.

Luiz Augusto (Lulinha): o governador passou mais tempo viajando do que atendendo o povo, os secretários e os diretores do Estado.

Em pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira (20/03/2018), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador e líder governista Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM), voltou a criticar o Governo do Estado pela falta de investimentos no município. Repercutindo a comemoração das 400 viagens feitas pelo governador Rui Costa, realizada no município de Santo Estevão, na segunda-feira (19).

“O governador fez uma viagem para Santo Estevão e convocou os prefeitos para comemorar com um imenso bolo as 400 viagens feitas durante seu mandato. Lá ele entregou tratores que foram adquiridos com emendas dos deputados como se fossem fruto de ações do seu governo. O governador passou mais tempo viajando do que atendendo o povo, os secretários e os diretores do Estado”, criticou.

Informando sobre manifestação promovida por moradores do Distrito de Matinha para protestar contra a Embasa, Lulinha reivindicou o cumprimento de promessas e pontuou os problemas enfrentados pela população feirense em consequência da falta de água. “O governo do Estado está com dificuldades financeiras, tirando os vigilantes das escolas, criando Redas e o povo sofrendo com a falta d’água. Deputado Zé Neto, o povo de Feira de Santana está morrendo de sede, cobre ao governador uma providência. A Embasa não cumpre com a sua obrigação, mas as contas continuam chegando para a população”, afirmou.

Lulinha continuou a criticar as viagens do governador da Bahia. “A eleição está chegando e o governador está viajando. Viajando de avião, gastando petróleo ao invés de estar investindo nos municípios. Ele está viajando e fazendo propaganda eleitoral antecipada. Tem deputado de Feira que já comprou um avião para viajar com o governador e, enquanto isso, está faltando o líquido precioso para a sobrevivência do povo”, disse.

Na oportunidade, o edil destacou o compromisso do prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, com a população feirense. “Graças a Deus, Feira de Santana tem um gestor municipal preocupado com a cidade em todos os seguimentos da administração pública. Todos os dias temos autorização para início de obras, inauguração de melhorias e investimentos que contribuem para o crescimento de nosso município”, finalizou.

Luiz Augusto culpa Governo do Estado pela falta de segurança em Feira de Santana

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta terça-feira (20), na Casa Legislativa, o edil Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM) culpou o Governo do Estado pela crescente violência em Feira de Santana. Segundo ele, os vereadores estão sendo cobrados para conterem a criminalidade na cidade, mas não têm essa competência.

“A população cobra de nós, vereadores, solução para a crescente violência em nossa cidade, mas estamos aqui sempre pedindo investimentos na segurança e não temos o poder de agir, apenas de cobrar. A violência está demais em nossa cidade, as pessoas estão perdendo o direito de ir e vir, vivem assombradas e a culpa é do Governo do Estado, que quer jogar a culpa da insegurança para o Município, querendo que a Guarda Municipal faça a segurança, mas a Guarda não vai para enfrentamento, a Guarda é para fazer a segurança dos patrimônios públicos municipais”, relatou Lulinha.

E continuou afirmando que o Governo Municipal cumpre com seu papel. “O prefeito faz o que é da sua obrigação. Está investindo em melhorias na educação, na iluminação pública, na pavimentação de ruas, na assistência social. Mas, a segurança pública é de obrigação do Estado, todos sabem disso e está na Constituição. Porém, muitas vezes as pessoas aproveitam para jogar a culpa na Prefeitura”, pontuou.

Ainda no uso da tribuna, Lulinha lamentou o número reduzido de policiais militares da ativa em Feira de Santana. “Há 12 anos tínhamos um efetivo bem menor que hoje, porém a população era bem menor. Esta Casa também tem cobrado isso, usamos a tribuna com frequência para pedir mais segurança”, reafirmou.

Em aparte, o vereador Ewerton Carneiro (Tom, PEN), elogiou o discurso do colega e afirmou que quando entrou na Polícia Militar, há quase 20 anos, o efetivo da ativa era de aproximadamente 25 mil policiais. “Hoje, o efetivo da ativa não chega a 30 mil. O governador tem que se espelhar no secretário Municipal de Prevenção à Segurança, Pablo Roberto, que estará de volta a esta Casa no dia 7 de abril e, com certeza, Feira de Santana perderá com isso, pois é um secretário que tem feito um bom trabalho”, findou.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]