Eleições 2018: TSE pede investigação sobre notícias falsas na internet

Ministro Luiz Fux, presidente do TSE.

Ministro Luiz Fux, presidente do TSE.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luiz Fux, pediu ao Ministério Público Eleitoral para verificar possíveis irregularidades apontadas pela Fundação Getúlio Vargas e pela Universidade de São Paulo sobre a proliferação de notícias falsas na internet – as fake news. A Polícia Federal também deve atuar na investigação.

Uma pesquisa feita na USP identificou os maiores sites de notícias do Brasil que disseminam informações falsas, não-checadas ou boatos pela internet. Já a FGV identificou o uso de robôs – inclusive de origem russa – nas eleições de 2014 por três candidatos à Presidência da República.

A partir desses levantamentos, o Ministério Público vai avaliar se ocorreu algum abuso capaz de influenciar a eleição. O TSE quer ouvir a empresa Cambridge Analytica, envolvida em manipulação de dados obtidos no Facebook durante as eleições nos Estados Unidos, para saber sobre a atuação dela no Brasil.

Essa é a primeira ação do TSE contra as notícias falsas desde a instalação do Conselho Consultivo sobre Internet e Eleições, em dezembro do ano passado.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]