Vereadora Eremita Mota critica ocupação desordenada do solo público de Feira de Santana

Eremita Mota: Tenho mais de 300 fotos de lugares em que as pessoas colocam seus negócios na porta de sua casa ocupando as calçadas de forma ilegal.

Eremita Mota: Tenho mais de 300 fotos de lugares em que as pessoas colocam seus negócios na porta de sua casa ocupando as calçadas de forma ilegal.

Voltando a falar sobre a ocupação desordenada das calçadas em Feira de Santana, a vereadora Eremita Mota (PSDB) lamentou que as autoridades competentes não ajam para que essa realidade da cidade mude. Segundo a vereadora, a cada dia que passa os pedestres tem o seu direito de ir e vir retirado, o que traz para ele risco ao transitar pelas ruas.

“Feira de Santana cresceu muito e não pensaram nossa cidade para esse crescimento. Tenho mais de 300 fotos de lugares em que as pessoas colocam seus negócios na porta de sua casa ocupando as calçadas de forma ilegal”, afirmou.

A vereadora cobrou da Secretaria específica que o trabalho de fiscalização seja realizado de forma mais eficaz. “Próximo a minha casa existe um caso em que nunca vi nenhum fiscal notificar. Já vi dois carros da pasta responsável passar pelo local e não fazer nada”, completou.

Ainda de acordo com Eremita, em outros estados não é comum que as pessoas coloquem um negócio na porta de sua casa ocupando as calçadas. Ela ainda disse que reclamar com o Governo Municipal não faz muito efeito já que não há o atendimento do pedido. “Recebo reclamações de pessoas que vem de fora e falam da desorganização da cidade. Fico até sem saber o que responder. Parece que quando chega perto da eleição o descaso aumenta”, reclamou.

Projeto de lei

Eremita falou ainda sobre o projeto de lei de nº 02/2018 de autoria do vereador Isaías de Diogo (PSC). O projeto versa sobre a concessão de incentivo financeiro adicional aos agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde. A edil votou contra o adiamento da matéria na manhã desta segunda-feira (19).

Na opinião da vereadora, os agentes de endemias e de saúde são categorias que estão muito expostas e precisam de incentivo para devolver um trabalho de qualidade para a população.

“Eu acho que o projeto foi adiado de pauta para que outra instância o avalie. Lamento muito que os agentes que vieram não puderam fazer nada, apenas chamar os vereadores de traidores. A minha parte eu fiz, que foi votar a favor das categorias”, destacou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]