Salvador: Sete equipamentos culturais para baianos e turistas aproveitarem após o Carnaval

Vista panorâmica do Forte Santa Maria e da praia do Porto da Barra em Salvador.

Vista panorâmica do Forte Santa Maria e da praia do Porto da Barra em Salvador.

O Forte de São Diogo localiza-se na Praça Azevedo Fernandes, no bairro da Barra, em Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia. Ergue-se na base do Morro de Santo Antônio, ao lado direito da praia do Porto da Barra, local onde anteriormente existiu o Castelo do Pereira. Próximo ao forte também estão a Igreja de Santo Antônio da Barra e o Instituto Mauá, este já na Avenida Sete de Setembro. O Forte de São Diogo visava impedir, com o apoio do Forte de Santa Maria, o desembarque de qualquer inimigo naquele acesso ao sul da cidade do Salvador, então capital do Estado do Brasil. De suas muralhas descortina-se uma bela e ampla visão da Baía de Todos os Santos. Atualmente encontra-se sob a guarda do Exército Brasileiro.

Vista panorâmica do Forte de São Diogo, localizado na praia do Porto da Barra em Salvador. No interior do forte funciona o Espaço Carybé, também denominado Museu Carybé.

Soteropolitanos e turistas têm diversas opções de lazer nesta quinta-feira (15/02/2018), nos espaços culturais mantidos pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) e da Fundação Gregório de Mattos (FGM). Para quem ainda está no clima da folia, uma excelente opção é a Casa do Carnaval. O espaço, fruto do trabalho de um amplo grupo de artistas e pesquisadores, mostra a multifacetada trajetória do maior Carnaval do país. Mas existem outros equipamentos culturais que têm atraído a atenção de turistas nacionais e estrangeiros, como o memorial Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai.

Relação de lugares turísticos

Casa do Rio Vermelho

A Casa do Rio Vermelho, residência onde viveram os escritores Jorge Amado e Zélia Gattai, na Rua Alagoinhas, 33, no ano de 2016, ocupou o 1º lugar no ranking do site de viagens Trip Advisor, na categoria “Museu”, e o 3º lugar na lista de atrações turísticas da cidade. O local reúne fotos, vídeos e objetos pessoais e apresentações artísticas, que transmitem para o público um pouco da trajetória dos autores. O espaço funciona de terça a domingo, das 10h às 17h, incluindo os feriados. A taxa de visitação custa R$20 (inteira) e R$ 10 (meia). Às quartas-feiras, a visitação ao memorial é gratuita.

Fortes na Barra

Localizado no Forte de São Diogo, o Espaço Carybé das Artes é um centro tecnológico de referência da vida e obra do artista. Por meio de recursos multimídia, são demonstradas a grandiosa obra de Carybé e a importância do artista dentro das mais variadas técnicas e linguagens artísticas utilizadas. Um dos diferenciais tecnológicos do espaço é o Óculos de Realidade Virtual, no qual as pessoas podem explorar os ambientes virtuais e apreciar diversas exposições que já aconteceram ou foram criadas especificamente para o projeto.

Já o Espaço Pierre Verger de Fotografia é uma forma de homenagem ao fotógrafo e antropólogo baiano Pierre Verger e, por meio deste, toda a fotografia baiana. Com esse objetivo, o Forte de Santa Maria – um dos mais conhecidos e antigos monumentos arquitetônicos da cidade – foi transformado em um local dedicado à fotografia. Pela via tecnológica, o espaço consegue expandir o conteúdo e possibilitar a apresentação de significativas produções realizadas no território baiano por fotógrafos baianos ou naturalizados, como Verger.

Ambos os espaços estão abertos de quarta à segunda, incluindo feriados, das 11h às 19h. O ingresso, com direito à visitação a ambos os Fortes, custa R$20 (inteira) e tem meia-entrada para estudantes e pessoas a partir de 60 anos. A visitação é gratuita às quartas-feiras.

Casa do Benin

Inaugurada em 1988, a Casa do Benin resultou do intercâmbio mantido entre a Bahia e o país africano Benin, através da cidade de Cotonou. Após uma reforma executada pela arquiteta Lino Bo Bardi – que manteve as linhas externas do casario secular, mas modernizou os espaços – a casa abriga uma rica coleção de objetos e obras de arte da região do Golfo do Benin, de onde veio a maioria dos negros que povoa o Recôncavo baiano. O espaço pode ser visitado gratuitamente, todos os dias, de segunda a sexta, entre 9h e 17h, e aos sábados e domingos, das 10h às 17h.

Espaço Cultural da Barroquinha

Lugar que contribui para estímulo da vocação cultural de Salvador, o Espaço Cultural da Barroquinha serve como um ponto de encontro para a produção e consumo das artes. O espaço tem capacidade para receber espetáculos de teatro, dança e música e conta com uma estrutura que inclui área para apresentações e plateia para 135 espectadores. O local funciona todos os dias, sendo que de segunda a sexta entre 14h às 19h, e aos sábados e domingos, das 14h, às 18h.

Teatro Gregório de Matos

Construído em 1986, com projeto da arquiteta Lina Bo Bardi, o Teatro Gregório de Matos apresenta uma proposta ambiental inovadora, que permite a sua utilização por espetáculos e eventos de diversos estilos e linguagens. O teatro abriga em seu foyer a Galeria da Cidade, espaço para exposições e performances artísticas. Está localizado na Praça Castro Alves, no Centro de Salvador. O equipamento cultural funciona todos os dias, das 14h às 21h.

Confira imagens

Vista panorâmica do Forte do Farol da Barra, em Salvador, conhecido, também, como Farol de Santo Antônio. No interior do forte funciona o Museu Náutico da Bahia.O Farol da Barra ou Farol de Santo Antônio localiza-se na antiga ponta do Padrão, atual Ponta de Santo Antônio, em Salvador, no litoral do estado da Bahia, no Brasil. O farol primitivo foi o segundo existente em todo o continente americano, antecedido somente pelo farol do antigo Palácio de Friburgo no Recife. A torre atual, de 1839, é troncônica em alvenaria com lanterna e galeria, tem 22 metros de altura e foi pintada com bandas pretas e brancas. O farol está construído no interior do Forte de Santo Antônio da Barra.
Vista panorâmica do Forte do Farol da Barra, em Salvador, conhecido, também, como Farol de Santo Antônio. No interior do forte funciona o Museu Náutico da Bahia.Vista panorâmica do Forte do Farol da Barra, em Salvador, conhecido, também, como Farol de Santo Antônio. No interior do forte funciona o Museu Náutico da Bahia.O Farol da Barra ou Farol de Santo Antônio localiza-se na antiga ponta do Padrão, atual Ponta de Santo Antônio, em Salvador, no litoral do estado da Bahia, no Brasil. O farol primitivo foi o segundo existente em todo o continente americano, antecedido somente pelo farol do antigo Palácio de Friburgo no Recife. A torre atual, de 1839, é troncônica em alvenaria com lanterna e galeria, tem 22 metros de altura e foi pintada com bandas pretas e brancas. O farol está construído no interior do Forte de Santo Antônio da Barra.
O Farol da Barra ou Farol de Santo Antônio localiza-se na antiga ponta do Padrão, atual Ponta de Santo Antônio, em Salvador, no litoral do estado da Bahia, no Brasil. O farol primitivo foi o segundo existente em todo o continente americano, antecedido somente pelo farol do antigo Palácio de Friburgo no Recife. A torre atual, de 1839, é troncônica em alvenaria com lanterna e galeria, tem 22 metros de altura e foi pintada com bandas pretas e brancas. O farol está construído no interior do Forte de Santo Antônio da Barra.
Vista a partir do Forte do Farol da Barra, conhecido, também, como Farol de Santo Antônio, em Salvador. No interior do forte funciona o Museu Náutico da Bahia.O Farol da Barra ou Farol de Santo Antônio localiza-se na antiga ponta do Padrão, atual Ponta de Santo Antônio, em Salvador, no litoral do estado da Bahia, no Brasil. O farol primitivo foi o segundo existente em todo o continente americano, antecedido somente pelo farol do antigo Palácio de Friburgo no Recife. A torre atual, de 1839, é troncônica em alvenaria com lanterna e galeria, tem 22 metros de altura e foi pintada com bandas pretas e brancas. O farol está construído no interior do Forte de Santo Antônio da Barra.
O Forte de Santa Maria localiza-se ao largo da praia do Porto da Barra, no bairro da Barra, primitivo porto da cidade de Salvador, no litoral do estado da Bahia, no Brasil. Erguido a partir de 1614 com risco do engenheiro-mor e dirigente das obras de fortificação do Brasil, Francisco de Frias da Mesquita (1603-1634). Constituiu um comando unificado, entre 1624 e 1694, juntamente com o Forte de Santo Antônio da Barra e o Forte de São Diogo, com os quais cruzava fogos na defesa da barra do porto da Vila Velha, local de desembarque do primeiro donatário da Capitania (Francisco Pereira Coutinho, 1536), do primeiro governador-geral (Tomé de Sousa, 1549) e da primeira das Invasões holandesas do Brasil (Johan van Dorth, 1624). À época desta última, era comandante das três praças Paulo Coelho de Vasconcelos.
O Forte de São Diogo localiza-se na Praça Azevedo Fernandes, no bairro da Barra, em Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia. Ergue-se na base do Morro de Santo Antônio, ao lado direito da praia do Porto da Barra, local onde anteriormente existiu o Castelo do Pereira. Próximo ao forte também estão a Igreja de Santo Antônio da Barra e o Instituto Mauá, este já na Avenida Sete de Setembro. O Forte de São Diogo visava impedir, com o apoio do Forte de Santa Maria, o desembarque de qualquer inimigo naquele acesso ao sul da cidade do Salvador, então capital do Estado do Brasil. De suas muralhas descortina-se uma bela e ampla visão da Baía de Todos os Santos. Atualmente encontra-se sob a guarda do Exército Brasileiro.
Fachada do Forte de São Diogo, em Salvador. No interior do forte funciona o Espaço Carybé, também denominado Museu Carybé.Fachada do Forte de São Diogo, em Salvador. No interior do forte funciona o Espaço Carybé, também denominado Museu Carybé. O Forte de São Diogo localiza-se na Praça Azevedo Fernandes, no bairro da Barra, em Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia. Ergue-se na base do Morro de Santo Antônio, ao lado direito da praia do Porto da Barra, local onde anteriormente existiu o Castelo do Pereira. Próximo ao forte também estão a Igreja de Santo Antônio da Barra e o Instituto Mauá, este já na Avenida Sete de Setembro. O Forte de São Diogo visava impedir, com o apoio do Forte de Santa Maria, o desembarque de qualquer inimigo naquele acesso ao sul da cidade do Salvador, então capital do Estado do Brasil. De suas muralhas descortina-se uma bela e ampla visão da Baía de Todos os Santos. Atualmente encontra-se sob a guarda do Exército Brasileiro.
No interior do Forte São Diogo, em Salvador, funciona o Espaço Carybé, também denominado Museu Carybé. O Forte de São Diogo localiza-se na Praça Azevedo Fernandes, no bairro da Barra, em Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia. Ergue-se na base do Morro de Santo Antônio, ao lado direito da praia do Porto da Barra, local onde anteriormente existiu o Castelo do Pereira. Próximo ao forte também estão a Igreja de Santo Antônio da Barra e o Instituto Mauá, este já na Avenida Sete de Setembro. O Forte de São Diogo visava impedir, com o apoio do Forte de Santa Maria, o desembarque de qualquer inimigo naquele acesso ao sul da cidade do Salvador, então capital do Estado do Brasil. De suas muralhas descortina-se uma bela e ampla visão da Baía de Todos os Santos. Atualmente encontra-se sob a guarda do Exército Brasileiro.
No interior do Forte São Diogo, em Salvador, funciona o Espaço Carybé, também denominado Museu Carybé. O Forte de São Diogo localiza-se na Praça Azevedo Fernandes, no bairro da Barra, em Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia. Ergue-se na base do Morro de Santo Antônio, ao lado direito da praia do Porto da Barra, local onde anteriormente existiu o Castelo do Pereira. Próximo ao forte também estão a Igreja de Santo Antônio da Barra e o Instituto Mauá, este já na Avenida Sete de Setembro. O Forte de São Diogo visava impedir, com o apoio do Forte de Santa Maria, o desembarque de qualquer inimigo naquele acesso ao sul da cidade do Salvador, então capital do Estado do Brasil. De suas muralhas descortina-se uma bela e ampla visão da Baía de Todos os Santos. Atualmente encontra-se sob a guarda do Exército Brasileiro.
No interior do Forte São Diogo, em Salvador, funciona o Espaço Carybé, também denominado Museu Carybé. O Forte de São Diogo localiza-se na Praça Azevedo Fernandes, no bairro da Barra, em Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia. Ergue-se na base do Morro de Santo Antônio, ao lado direito da praia do Porto da Barra, local onde anteriormente existiu o Castelo do Pereira. Próximo ao forte também estão a Igreja de Santo Antônio da Barra e o Instituto Mauá, este já na Avenida Sete de Setembro. O Forte de São Diogo visava impedir, com o apoio do Forte de Santa Maria, o desembarque de qualquer inimigo naquele acesso ao sul da cidade do Salvador, então capital do Estado do Brasil. De suas muralhas descortina-se uma bela e ampla visão da Baía de Todos os Santos. Atualmente encontra-se sob a guarda do Exército Brasileiro.
Interior do Museu Casa do Carnaval, em Salvador.
Interior do Museu Casa do Carnaval, em Salvador.
Exterior da Casa do Rio Vermelho, residência de Jorge Amado e Zélia Zélia Gattai, em Salvador.
Interior da Casa do Rio Vermelho, residência de Jorge Amado e Zélia Zélia Gattai, em Salvador.
Interior da Casa do Rio Vermelho, residência de Jorge Amado e Zélia Zélia Gattai, em Salvador.
Interior da Casa do Rio Vermelho, residência de Jorge Amado e Zélia Zélia Gattai, em Salvador.
Interior da Casa do Rio Vermelho, residência de Jorge Amado e Zélia Zélia Gattai, em Salvador.
Interior da Casa do Rio Vermelho, residência de Jorge Amado e Zélia Zélia Gattai, em Salvador.
Interior da Casa do Rio Vermelho, residência de Jorge Amado e Zélia Zélia Gattai, em Salvador.
Interior da Casa do Rio Vermelho, residência de Jorge Amado e Zélia Zélia Gattai, em Salvador.
previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]