Secretário estadual Walter Pinheiro anuncia encontro internacional ‘Virtual Educa’ para junho de 2018 na Bahia

Walter Pinheiro: Este não é um encontro de tecnologia, mas para que a gente possa entender como é possível, contextualizando a Educação, mas enxergando cada território, promover a transformação social.

Walter Pinheiro: Este não é um encontro de tecnologia, mas para que a gente possa entender como é possível, contextualizando a Educação, mas enxergando cada território, promover a transformação social.

O XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, vai acontecer entre os dias 4 e 8 de junho de 2018, em Salvador. O anúncio foi feito pelo secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, durante a aula inaugural da rede estadual, nesta quarta-feira (21/02/2018), no Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque.

“Este não é um encontro de tecnologia, mas para que a gente possa entender como é possível, contextualizando a Educação, mas enxergando cada território, promover a transformação social. Sou parceiro deste encontro desde sua primeira edição. No ano de 2015, no México, disputamos sediar o Virtual Educa com a Argentina. Depois, em 2017, na Colômbia, a Bahia já sacramentou o Virtual Educa. Tanto é que encerramos na Colômbia o ritual de passagem para 2018 aqui na Bahia”, disse Pinheiro.

O secretário também anunciou que o encontro vai ser realizado no Centro Estadual de Educação Profissional em Apoio Educacional e Tecnologia da Informação Isaías Alves (antigo ICEIA), que está passando por uma ampla reforma. “O ICEIA será o novo modelo de escola em Salvador. Vai sediar o Virtual Educa e vai continuar sendo uma escola. Mas agora, voltando ao passado e contextualizando sua ação para o futuro, o ICEIA vai ser um grande centro de formação para professores, será um espaço para fazer encontros e congressos e para a exposição permanente de obras artísticas dos talentos da nossa Educação. O ICEIA terá seu teatro de volta, o segundo maior teatro de Salvador, que está sendo totalmente recuperado. Para se ter uma ideia, a última artista que se apresentou nesse teatro, antes de ser fechado, foi exatamente Elis Regina”, lembrou Pinheiro.

A mais recente edição do encontro internacional reuniu mais de 29 mil pessoas em Bogotá, na Colômbia, em junho de 2017. De acordo com o secretário geral do Virtual Educa, José María Antón, a Bahia foi escolhida para sediar a próxima edição por diversos fatores preponderantes, a exemplo da diversidade cultural, localização, destaque em projetos educacionais e a vinculação com a África, continente que pela primeira vez participará do programa.

O Virtual Educa é uma iniciativa criada em 2001 com a Organização dos Estados Americanos (OEA), cujo objetivo é promover a inovação na Educação para promover a transformação social e o desenvolvimento sustentável, especialmente na América Latina e no Caribe. O Virtual Educa opera por meio de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, que reúne os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil.

Nesta edição do encontro, será lançado o programa Think Blue, do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade e na economia sustentável.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).