“Se não tiver razão técnica, prefeito ACM Neto pagará por perseguir a TVE Bahia”, diz deputado Jorge Solla

Gestão do prefeito ACM Neto é suspeita de favorecer Rede Bahia, em detrimento do interesse público.

Gestão do prefeito ACM Neto é suspeita de favorecer Rede Bahia, em detrimento do interesse público.

Por meio de nota, o deputado federal Jorge Solla (PT-BA) afirma que ingressará com um pedido de abertura de inquérito no Ministério Público para que o prefeito ACM Neto (DEM) seja investigado por crime de prevaricação e improbidade administrativa.

A denúncia se baseia na “aparente falta de respaldo técnico para a decisão de desmontar estruturas provisórias da TVE anteriormente aprovadas pela prefeitura no circuito Dodô (Barra)”. Trata-se de uma grua instalada numa rua transversal da Avenida Oceânica – equipamento similar está sendo utilizado sem restrições pela TV Bahia, empresa da família de ACM Neto.

“Está claro que a qualidade e audiência da transmissão da TVE no carnaval tem ameaçado o império da TV Bahia, os patrocinadores cobram. Consultei todos os técnicos da TVE, que garantem que obtiveram todas as licenças cobradas pela prefeitura. Se há mesmo perseguição empresarial cometida pelo prefeito, usando o poder público para atender negócios pessoais, privados, isso é crime, está tipificado como prevaricação e improbidade. Se não tiver razão técnica, ACM Neto pagará por perseguir a TVE”, disse o parlamentar petista.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]