Salvador: Ondulações, falta de acabamento na sarjeta e brita soltando, baixa qualidade da pavimentação asfáltica realizada pela gestão do prefeito ACM Neto causa indignação

Em vários trechos da Avenida Luís Viana (Parelala), em Salvador, a baixa qualidade do asfalto aplicado pela gestão do prefeito ACM Neto provoca risco de dano para veículos e transeuntes.

Em vários trechos da Avenida Luís Viana (Parelala), em Salvador, a baixa qualidade do asfalto aplicado pela gestão do prefeito ACM Neto provoca risco de dano para veículos e transeuntes.

Cidadão encaminhou neste sábado (24/02/2018) ao Jornal Grande Bahia (JGB) fotografias da Avenida Luís Viana (Parelala), em Salvador, acompanhadas de nota crítica com relação a pavimentação asfáltica da via urbana, realizada pela gestão do prefeito ACM Neto (DEM). Indignado, o cidadão relatou que a qualidade do asfalto utilizado no recapeamento era ruim e que britas, utilizadas no Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), com o trânsito, eram projetadas nos veículos e transeuntes, provocando danos materiais e físicos.

Além do relato do cidadão soteropolitano, outras fontes do JGB informaram que em diversos locais é observado, nas pavimentações realizadas pela gestão de ACM Neto, falta de acabamento na sarjeta das vias e ondulações e irregularidades no pavimento.

Não é distante o tempo em que os Magalhães governaram diretamente o estado da Bahia, ou através de prepostos, período em que foi cravada popularmente a expressão ‘asfalto sonrisal’. A expressão era oriunda do antiácido e analgésico contra azia e dor de cabeça que dissolvia com a água, sem deixar aparente vestígios da existência anterior. Diferente do medicamento, a pavimentação asfáltica produzida no período em que o Magalhismo governou o estado deixou um gosto amargo de desperdício de recursos públicos e falta de solução do problema de descolamento intermunicipal.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]