Hospital da Mulher está de prontidão no Carnaval 2018 de Salvador

Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos, em Salvador.

Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos, em Salvador.

Um lugar para ser acolhida e receber todo o suporte necessário em casos de violência sexual. O Serviço AME, localizado no Hospital da Mulher, no Largo de Roma, em Salvador, acolhe integralmente as mulheres e adolescentes a partir dos 12 anos que forem expostas a situações de abusos e violência sexual.

Composto por equipe multiprofissional, o serviço é formado por médicos ginecologistas, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogas e farmacêuticas, com funcionamento nas 24 horas, todos os dias da semana, incluindo finais de semana, carnaval, feriados e demais datas comemorativas.

Em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM-BA), o Serviço AME estará com unidade móvel de quinta (08/02/2018) a terça-feira (13/02) no circuito Dodô, orientando e encaminhando, quando necessário, para o Hospital da Mulher. A ação é uma pactuação com representantes de diversos órgãos da Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres durante o Carnaval de Salvador, com o objetivo de oferecer mais proteção às baianas e turistas. Desde o ano passado, o AME é referência em acolhimento no período do Carnaval.

Fluxo de Encaminhamento

Na unidade, o Serviço AME recebe mulheres por demanda espontânea – também chamada porta aberta – sem necessidade de agendamento prévio e podem ser encaminhadas pela rede de enfrentamento à violência contra a mulher, através de órgão judicial e policial, Instituto Médico Legal (IML), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Delegacia Especial de Atenção à Mulher (DEAN’s), Unidade de Pronto Atendimento (UPA’s) e Central Estadual de Regulação da Bahia (CER-BA).

Na Unidade Móvel, assistentes sociais estarão de plantão na unidade móvel de quinta (08/02) a terça-feira (13/02) no circuito Dodô, em Ondina, próximo às esculturas “das gordinhas” esclarecendo dúvidas e realizando o encaminhamento para o Hospital da Mulher, adolescentes e mulheres expostas à violência sexual para o atendimento médico e psicossocial necessário à sua saúde física e mental.

O Serviço AME orienta que o atendimento de emergência – primeiro atendimento – seja realizado em até 72 horas da violência para um melhor prognóstico. A paciente dando entrada na unidade realiza exames laboratoriais sorológicos, profilaxia para HIV e DST’s, contracepção de emergência, além de, quando necessário e desejo da mulher, dispõe de acompanhamento a delegacia especializada para registro da ocorrência e exame médico pericial em parceria com o IML.

“Embora os atendimentos aconteçam com ou sem o registro do Boletim de Ocorrência (B.O.), a notificação através do documento é importante para maior precisão e eficácia das políticas de reparação”, esclarece a coordenadora do AME, Jamile Martins.

Além do atendimento de emergência, o AME realiza consultas de seguimento multiprofissional por no mínimo seis meses. O Serviço desenvolve cuidado diferenciado às mulheres em situação de violência sexual e em caso de dúvidas e encaminhamentos o contato é através do telefone (71) 4141-6520 ou e-mail: [email protected] Denúncias de violência sexual podem ser feitas através do Disque 180.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]