Hospital da Mulher de Feira de Santana capacita profissionais de saúde para imunização de bebês de alto risco

Profissionais do Hospital da Mulher de Feira de Santana recebem treinamento sobre Palivizumabe - imunoglobulina.

Profissionais do Hospital da Mulher de Feira de Santana recebem treinamento sobre Palivizumabe – imunoglobulina.

Profissionais da área de saúde do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher de Feira de Santana, receberam treinamento sobre Palivizumabe – imunoglobulina (um tipo de anticorpo “pronto”) que induz imunização passiva específica contra o vírus sincicial respiratório (VSR) em bebês de alto risco.

O Palivizumabe, elaborado por técnica de engenharia genética, previne quadros graves de infecções respiratórias em lactentes, como a bronquiolite e, principalmente, pneumonias.

A imunização é recomendada aos recém-nascidos pré-termo com menos de 29 semanas de idade gestacional no primeiro ano de vida; para aqueles nascidos entre 29 e 32 semanas, até o sexto mês; e para portadores de doenças cardíacas e pulmonares nos dois primeiros anos de vida.

Voltada para a diretoria técnica, enfermeiros, farmacêuticos, médicos e técnicos de enfermagem, a atividade foi ministrada por técnicos da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB) e do Laboratório ABBVIE no último dia 5 e teve como objetivo explicar a estrutura e a fisiopatologia do VSR, o impacto da imunização com o Palivizumabe, o fluxo desse anticorpo e o período de sazonalidade (típico de determinada estação ou época).

Demanda de imunização deverá ser maior este ano

De acordo com a membro da comissão do Palivizumabe do HIPS e também enfermeira, Neilde Lima Ribeiro, o treinamento foi fundamental para capacitar os profissionais e relembrar o assunto para a equipe anterior, dando continuidade à administração do medicamento.

“Iniciamos o Palivizumabe em 2017 ministrando o medicamento para as crianças internadas na UCI e, também, pacientes vindo externamente do ambulatório. Este ano, provavelmente, vamos ter uma demanda maior e, por conta disso, o treinamento foi essencial para os profissionais envolvidos na assistência”.

Período mais propenso a infecções é entre março e julho

Na atividade, o consultor da ABBVIE, Matheus Silva, destacou também a importância da Palivizumabe na sazonalidade, período propenso a ter mais infecções do VSR – no Nordeste esse período é de março até julho.

“É importante que a equipe esteja capacitada para imunizar os bebês, pois estamos entrando agora na sazonalidade do VSR. Com isso, é possível prevenir infecções respiratórias como bronquiolite e pneumonia, e evitar custos adicionais e o sofrimento das famílias e dos bebês”, explica.

Ao longo da palestra, os participantes tiveram oportunidade de acompanhar uma web-conferência com a enfermeira Érica Portella, responsável pelo treinamento técnico do Palivizumabe da ABBVIE. O contato mediou a retirada de inúmeras dúvidas dos profissionais presentes.

Imunização será aplicada não somente em crianças internadas na unidade

Já a coordenadora farmacêutica da SESAB, Franciane Souza, abordou no treinamento sobre o fluxo de acesso ao medicamento Palivizumabe, além de orientar como as mães e crianças devem se dirigir à unidade para ter o acesso, os registros e documentos necessários para a solicitação do medicamento e o cumprimento do protocolo do Ministério da Saúde.

“Além dos pacientes internos do hospital, o profissional vai atender as crianças que nasceram na unidade ano passado e que retornarão para tomar outra dose do Palivizumabe, bem como outras crianças da região que precisam da medicação”, explica.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]