ALBA: luta por obras estruturantes marca atuação do colegiado em 2017

Luta por obras estruturantes marca atuação do colegiado na ALBA no ano de 2017.

Luta por obras estruturantes marca atuação do colegiado na ALBA no ano de 2017.

Integrantes da comissão desenvolveram batalhas em diversos campos, seja na realização de sessões e audiências públicas na Assembleia Legislativa ou até mesmo nas viagens para reunião com empresários e representantes governamentais. Os membros do colegiado avaliam que todo este esforço trouxe resultados positivos, pois os entraves já estão sendo solucionados.

O ano de 2017 foi de luta pela retomada das obras da Ferrovia Engenheiro Vasco Azevedo Neto – antiga Fiol – e início das obras do Porto Sul na comissão especial que trata dos investimentos na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). Segundo a presidente, deputada Ivana Bastos (PSD), a Comissão Especial não mediu esforços para alcançar esse objetivo. “Buscamos mediar encontros, participamos de reuniões na Bahia e em Brasília para resolver entraves e acelerar a finalização dessas obras que irão mudar a história da economia do nosso Estado”, afirmou a deputada.

Segundo Ivana Bastos, a comissão acompanhou passo a passo as obras da Ferrovia Vasco Azevedo Neto e início das obras do Porto Sul, realizando audiências públicas em que representantes do governo e das empresas puderam esclarecer dúvidas, mostrar os problemas e os avanços nas obras. “Com essas informações, o colegiado foi capaz de programar um plano de trabalho com visitas técnicas e reuniões para solucionar os entraves. Continuaremos 2018 nesse mesmo trilho, para vermos o início das obras do Porto Sul, prevista para o primeiro semestre de 2018, e avançar muito nas obras da Ferrovia”, informou Ivana Bastos.

A deputada disse que a ferrovia está com 71,24% de obras físicas executadas entre Ilhéus e Caetité e, no total, levando em conta o trecho até Barreiras, com mais de 50% de obras executadas. “Já as obras no Lote 5FA – ponte sobre o Rio São Francisco – não ultrapassaram 50% do total a ser executado e no lote 4 – região de Brumado – o retorno das obras ainda não ocorreu, porque a empresa responsável, Andrade Gutierrez, não aceitou renegociar com a estatal Valec”, lamentou Ivana Bastos.

Para a deputada, um dado importante do ano de 2017 foi a assinatura de um memorando de entendimento entre o Governo do Estado, empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin) para financiamento execução e operação dos projetos. O documento foi assinado durante a realização da reunião anual do BRICS, na China, tendo como testemunha o presidente da República Popular da China, Xi Jinping, e presidente do Brasil, Michel Temer. “Após o evento, o Governo Federal se comprometeu em lançar o edital de licitação para conclusão das obras da Ferrovia até o mês de junho de 2018, mas o governador Rui Costa já declarou que a Bahia tem total interesse em acelerar esse processo, caso a União coloque a Bahia na condução do procedimento”.

Sobre o Porto Sul, Ivana Bastos disse que o Governo do Estado, as empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, estão em um processo de cooperarão para o desenvolvimento integrado dos projetos. “O empreendimento já tem todas as licenças necessárias para o início da obra, tais como as licenças prévia e de instalação, além da autorização para supressão de vegetação, emitidas pelo Ibama”, informou a presidente da Comissão Especial.

Fazem parte da Comissão Especial da Ferrovia Engenheiro Vasco Neto (Fiol) e Porto Sul a presidente Ivana Bastos, o vice-presidente Augusto Castro (PSDB), além dos membros titulares, os deputados Eduardo Salles (PP), Ângela Sousa (PSD), Fabíola Mansur (PSB) Zé Raimundo (PT) e Pedro Tavares (MDB). São suplentes os deputados Antonio Henrique Júnior (PP), Maria del Carmen (PT) e Luciano Ribeiro (DEM).

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]