ALBA: deputado Zé Neto quer tornar ‘Feira do Livro’ de Feira de Santana patrimônio imaterial

Zé Neto: a Feira do Livro é uma árvore que há dez anos vem crescendo, dando sombra e frutos para todos nós.

Zé Neto: a Feira do Livro é uma árvore que há dez anos vem crescendo, dando sombra e frutos para todos nós.

“A Feira do Livro é uma árvore que há dez anos vem crescendo, dando sombra e frutos para todos nós”. É assim que o deputado Zé Neto (PT) define o evento realizado há uma década em Feira de Santana. Por conta da regularidade e da importância para a Bahia, o parlamentar apresentou projeto de lei estabelecendo o Festival Literário e Cultural de Feira de Santana como patrimônio cultural e imaterial do Estado.

O festival, mais conhecido como A Feira do Livro, foi idealizado pelo ex-reitor da Uefs, Zé Carlos, e o cardeal Dom Itamar Vian, tendo o apoio de vários entusiastas, a exemplo do próprio deputado Zé Neto. “O evento constitui-se em um ponto de encontro com a cultura, a arte, a música, a poesia e o entretenimento”, explica o petista, lembrando “que surgiu de forma tímida e foi tomando corpo durante todos esses anos”.

Além da Uefs e da arquidiocese, o festival “tornou-se realidade graças à união de esforços das seguintes instituições: Secretaria Municipal de Educação de Feira de Santana, Serviço Social do Comércio (Sesc) e Secretaria da Educação do Estado da Bahia, desde a sua primeira edição”, enumera o deputado na justificativa ao projeto, que já está tramitando na Assembleia Legislativa.

Desde sempre, a Praça João Barbosa, mais conhecida como Praça do Fórum, sediou A Feira do Livro. A partir da 4ª Edição da Feira, em 2011, através do esforço e da parceira com o Governo do Estado, foi possível a distribuição de vales-livros para professores e alunos da rede pública estadual de ensino. “Um ganho imenso para a população mais carente, com acesso restrito a esse tipo de material”, avalia Neto.

Com o trabalho focado no compromisso da formação do leitor proficiente e na disseminação das mais variadas formas da leitura, a décima edição da Feira do Livro garantiu o acesso ao vale-livro também a docentes e discentes da rede municipal de Feira de Santana. Neste sentido foi assinado um convênio no valor R$ 99,98 mil. “A Feira do Livro vem escrevendo páginas e páginas de uma história fantástica que chega a alcançar mais de 70 mil pessoas de todas as idades”, relata o petista.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]