ADAB vai implantar primeira biofábrica de controle biológico da Bahia

Equipe de modernização da ADAB consegue alocar recursos para implementação da primeira biofábrica de controle biológico da Bahia.

Equipe de modernização da ADAB consegue alocar recursos para implementação da primeira biofábrica de controle biológico da Bahia.

Mais uma conquista para fortalecimento da defesa agropecuária. Após diversas reuniões, a equipe de modernização da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) conseguiu alocar recursos para a implementação de uma biofábrica de controle biológico na Bahia e a primeira dentro da estrutura de um órgão de defesa no Brasil. Os valores foram garantidos pelo secretário da Fazenda, Manoel Vitório, em reunião realizada com o Diretor-geral da agência, Paulo Cezar e o secretário de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (SEAGRI), Vitor Bonfim. Serão investido cerca de R$ 350 mil reais e ficará localizada no laboratório da CETAB, edifício anexo a sede da ADAB.

O projeto elaborado por técnicos da ADAB é intitulado ‘Tecnologias e inovação para o estabelecimento de biofábrica, visando o controle biológico da mosca negra dos citros no Estado da Bahia’. A unidade irá atender todo o Estado em busca do manejo e controle de pragas. “Essa é mais uma conquista de todos nós. Gostaria de agradecer ao Governador, Rui Costa, por acreditar no nosso trabalho e investir esses recursos para uma demanda de altíssima importância que é o controle fitossanitário dos Citrus. A toda a equipe técnica que realizou o projeto e aos Secretários Vitor Bonfim e Manoel Vitório pela agilidade no processo”, ressaltou o Diretor-geral da ADAB, Paulo Cezar.

A meta é que obras comecem já no início de março de 2018. A biofábrica de controle biológico, tem por objetivo criar insetos que se constituem dos inimigos naturais da mosca negra (Aleurocanthus woglumi). É uma tecnologia limpa que não usa agrotóxicos, reduzindo assim os impactos ambientais. Para o início da criação dos insetos será necessário de toda uma infraestrutura desde aporte laboratorial até casas de vegetação. Além, da prospecção desses agentes de biocontrole nos palmares.

Para o secretário Vitor Bonfim “esse é um dos passos importantes para que a gente possa ter o controle fitossanitário da Mosca Negra. Toda a equipe da ADAB está de parabéns pela agilidade do projeto e o Governador, Rui Costa, se mostra mais uma vez empenhado com a modernização da agência”, enfatizou.

Segundo Suely Brito, coordenadora do projeto fitossanitário do Citrus, essa é uma conquista muito importante “a praga que foi detectada em 2010 se expandiu por todo território baiano e tem induzido severos prejuízos à citricultura do recôncavo e litoral norte da Bahia. Já estamos trabalhando nesse projeto há três anos e agora vamos conseguir colocar em prática. A nossa proposta é produzir inimigos naturais da praga para serem soltos nos pomares, beneficiando, principalmente, a agricultura familiar. Haja vista que não existe nenhum outro tipo de controle para essa praga”, concluiu.

Os recursos serão administrados pela SEAGRI em parceria com a ADAB.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]