Obras executadas em edificações da ALBA objetivam corrigir problemas de estrutura na cozinha e garagem

Chefe de gabinete da presidência da ALBA, Márcio Barreto, acompanha de forma permanente cada etapa das obras.

Chefe de gabinete da presidência da ALBA, Márcio Barreto, acompanha de forma permanente cada etapa das obras.

Entrou na reta final as obras que corrigem infiltrações na garagem coberta do anexo Nelson David Ribeiro, da Assembleia Legislativa, e problemas na estrutura da cozinha e nos salões dos restaurantes bandejão e “a la carte”, programadas para ocorrer no período de recesso quando a ALBA funcionou em regime de turnão. Esse trabalho integra o cronograma de reforma física da sede da Assembleia determinado pelo presidente Angelo Coronel, que foi compatibilizado para acontecer sem transtorno aos visitantes, funcionários, deputados, bem como sem dificultar a realização dos trabalhos legislativos ou administrativo do Parlamento.

O presidente Angelo Coronel considera como um dever dos integrantes da Mesa Diretora zelar pela conservação dos bens móveis e imóveis do Legislativo, realizando os trabalhos de manutenção necessários com o mínimo de intervenção no dia a dia da ALBA, com o menor custo e maior rapidez possíveis. “Estamos corrigindo em tempo recorde um problema persistente que vinha sendo contornado com paliativos, como a colocação de cobertura de telhas em locais críticos da garagem”. Ele acompanha os trabalhos de perto, e acredita que o cronograma será cumprido, permitindo o funcionamento da cozinha e dos restaurantes no final do recesso (primeiro de fevereiro) quando será encerrado o regime de “turnão”.

Equipe Coesa

Esses trabalhos estão sendo realizados no âmbito da Superintendência de Administração e Finanças, através do Departamento de Engenharia. O superintendente de RH Francisco Raposo e o engenheiro Marcelo Gustavo, desde o início de dezembro, estão empenhados nessa tarefa, bem como o chefe de gabinete da presidência Márcio Barreto, que acompanha de forma permanente cada etapa das obras. “É importante frisar que essas infiltrações precisavam de correção não apenas por razão estética, mas de segurança e economicidade, pois causavam a cada ano danos crescentes nas áreas atingidas, gerando custos para a realização de medidas paliativas – fora os problemas causados na pintura dos carros oficiais que são os usuários dessa garagem”, frisou Márcio Barreto.

Francisco Raposo observa que a economia obtida pelo regime de “turnão”, quando o expediente foi reduzido ao período vespertino (das 13h às 19h), além de viabilizar os trabalhos pela desativação da cozinha e dos restaurantes (bem como reduzir o número de veículos que utilizam a garagem) vai garantir com folga o pagamento dos serviços. As obras, explica o engenheiro Marcelo Gustavo, incluem a reforma geral e requalificação da garagem coberta, superando eternos pontos de infiltração ocasionados pela cozinha dos restaurantes. Os trabalhos também incluem a pintura, a construção e desobstrução de ralos, substituição da fiação elétrica (completa), da caixa de energia, da caixa contra vazamentos, iluminação led (com maior visibilidade e menor consumo, portanto, de menor gasto com energia). E também a substituição do portão eletrônico e a construção de um espaço de convivência para motoristas.

Na cozinha, a obra corrigirá, com vedação total, a infiltração, sendo trocado o piso com a impermeabilização. O piso que está sendo aplicado é específico para o local, pois é monolítico – possuindo, entre outras especificações, alta resistência. Toda a rede de esgotos será reparada e os ralos desobstruídos com a implantação de pontos adicionais.

A Mesa Diretora encabeçada pelo presidente Angelo Coronel pretende avançar em 2018 na reforma dos andares superiores do Palácio Deputado Luís Eduardo (obras emergenciais ocorreram no exercício passado, pois existiam problemas sérios no teto e no revestimento do concreto do edifício) que estão bastante desgastados – estando prevista a construção de salas para o funcionamento das comissões técnicas que estão espremidas em apenas cinco espaços. É urgente ainda a realização de obras nas redes elétricas, pluviais e de dados. O planejamento para esse trabalho já foi realizado pela Superintendência de Administração, pela Engenharia e chefia de gabinete da Presidência, mas só a partir do acompanhamento da execução orçamentária será dado o sinal verde para a contratação e execução dos serviços.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]