Fome continua aumentando nas zonas de conflito, alerta FAO

Em 2016, o total de famintos no mundo chegou à marca de 815 milhões de pessoas.

Em 2016, o total de famintos no mundo chegou à marca de 815 milhões de pessoas.

Guiné-Bissau é um dos 16 países incluído em relatório preparado para o Conselho de Segurança; pior situação é no Iêmen, onde 60% da população não têm alimentos suficientes para o consumo.

Duas agências* das Nações Unidas prepararam um relatório ao Conselho de Segurança, informando que a insegurança alimentar está aumentando em zonas de conflito.

O documento cobre 16 países: Afeganistão, Burundi, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, Guiné-Bissau, Haiti, Iraque, Líbano, Libéria, Mali, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Síria, Ucrânia e as nações da região do Lago Chade.

Iêmen e Síria

A pior situação é no Iêmen, onde 17 milhões de pessoas, que representam 60% da população, não têm comida suficiente. Na sequência vem o Sudão do Sul, onde a insegurança alimentar afeta 45% da população. Em terceiro lugar está a Síria, onde 33% dos habitantes, ou 6,5 milhões de pessoas, sofrem com o problema.

O único país de língua portuguesa da lista é a Guiné-Bissau. De acordo com o relatório, quase 4% da população enfrenta insegurança alimentar, ou 43 mil pessoas.

Cereais

O documento explica que a Guiné-Bissau passa por “instabilidade política e pobreza extrema”. Chuvas irregulares e volatilidade no preço da importação do arroz e exportação local de castanha de caju prejudicam a segurança alimentar.

A produção de cereais no país em 2017 deve ser sido 7% menor do que no ano anterior. Segundo o relatório, 69% dos guineenses vivem com US$ 2 por dia, sendo que a taxa de pobreza é maior entre pessoas de 15 a 25 anos.

Um fator comum entre os 16 países estudados é o conflito, sendo que a intensificação da violência é a razão por trás do aumento dos níveis de fome. Em 2016, o total de famintos no mundo chegou à marca de 815 milhões de pessoas.

*O relatório foi preparado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, e pelo Programa Mundial de Alimentos, PMA.

*Com informações da Radio ONU.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]