Feira de Santana: mais de três mil inscrições são realizadas nas oficinas culturais do Programa Arte de Viver

Matrículas das oficinas artísticas do Programa Arte de Viver no Centro de Cultura Maestro Miro, em Feira de Santana.

Matrículas das oficinas artísticas do Programa Arte de Viver no Centro de Cultura Maestro Miro, em Feira de Santana.

Foram mais de 3 mil inscrições nas 20 oficinas gratuitas de arte-educação, para um total de aproximadamente 2.500 vagas. Os interessados, que foram selecionados, tem até o dia 22 de janeiro de 2018, próxima segunda-feira, para fazer a matrícula. As informações são referentes ao programa Arte de Viver, iniciativa da Prefeitura de Feira de Santana, através da Fundação Egberto Costa.

A relação dos selecionados pode ser vista na internet através do link: https://goo.gl/r77Cju. Quem não comparecer e apresentar a documentação exigida no prazo estabelecido perde o direito a vaga.

As oficinas, nas mais diversas atividades culturais, serão realizadas no primeiro semestre de 2018, no Centro de Cultura Maestro Miro e nos três CEU’s (Centros de Artes e Esportes Unificados) localizados nos bairros Cidade Nova, Aviário e Jardim Acácia.

Os inscritos selecionados podem efetuar a matrícula no próprio Centro de Cultura Maestro Miro, das 8 horas ao meio-dia e das 14 às 18 horas. É necessário levar a via original do RG, CPF e comprovante de residência. Para chegar ao equipamento, a rota pode ser traçada através do lonk: https://goo.gl/8ssVkV

Inscrições deram um salto de 600 para mais de três mil

O Programa Arte de Viver, realizado pelo Município através da Fundação Egberto Costa (Funtitec), saltou de cerca de 600 inscritos para mais de três mil. “Estamos em crescimento e com praticamente nossa capacidade esgotada”, diz o Diretor de Atividades Artísticas da Funtitec, Luiz Augusto Oliveira. Segundo ele a intenção é, futuramente, expandir o número de vagas e locais de realização do Arte de Viver.

Irmã mudou opção de Cláudia

Claudia Souza, não deixou para última hora e já se matriculou na oficina de Dança do Ventre. A escolha da oficina foi por causa de um equívoco na hora da inscrição. “Eu queria fazer a oficina de violino, mas minha irmã, que foi quem me inscreveu, acabou selecionando a opção de Dança do Ventre. Mas eu vou enfrentar esse desafio”, contou.

“Acho um luxo, é mágico”

Para Luciene Miranda, se matricular na oficina é a realização de um sonho. “Eu acho um luxo os movimentos e os acessórios utilizados. Eu sou apaixonada. Eu nunca tive a oportunidade de fazer mas sempre tive vontade”. E ainda deixou um recado para Cláudia, sua nova colega de turma. “Com certeza ela vai adorar, é mágico”, apostou.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]