Feira de Santana: em janeiro, dobra quantidade de casas fechadas para agentes de endemias

Agentes de endemias realizam ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti, em Feira de Santana.

Agentes de endemias realizam ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti, em Feira de Santana.

Em janeiro, devido ao veraneio, a quantidade de imóveis fechados em Feira de Santana praticamente dobra. Em períodos normais, este número, de acordo com a coordenação de Endemias, chega a sete mil. Este aumento dificulta a prevenção e combate ao Aedes aegypti.

O mosquito transmite a dengue, chikungunya e zika. O problema é que justamente neste período do ano são esperadas chuvas fortes na região. E o aumento no impedimento do acesso dos agentes de endemias aos imóveis aumenta o risco de reprodução do inseto.

E a água acumulada nos recipientes, grandes ou pequenos, servem como locais para que os insetos depositem seus ovos, que podem esperar mais de um ano para que no primeiro contato com água iniciam o processo de maturação, gerando novos mosquitos.

80% dos focos estão dentro das casas, revela Edilson Matos

O problema ganha grandes proporções porque os agentes constatam que 80% dos focos estão dentro das casas. “Daí a importância da entrada dos agentes de endemias nestes locais, porque previnem e combatem o problema”, diz o coordenador de Endemias, Edilson Matos.

Os agentes orientam que antes de viajar, os moradores da casa devem fazer uma varredura no quintal e nos cômodos à procura de objetos que podem acumular água. A iniciativa dificulta a reprodução dos insetos.

Outra iniciativa que gera resultados positivos é deixar as chaves com vizinhos ou familiares da confiança. “Isto facilita muito o trabalho dos agentes, que neste período aumenta consideravelmente”, diz Edilson Matos.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]