+ Manchetes >

ANATER define metas para o período de 2018 a 2020

Anater está em mais de 20 estados levando assistência técnica e extensão rural para agricultores familiares.

Anater está em mais de 20 estados levando assistência técnica e extensão rural para agricultores familiares.

O ano de 2018 iniciou com muito trabalho para a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater). A agência está operacionalizando os projetos Piloto e D. Helder Câmara, iniciados em 2017, beneficiando 70.500 famílias, e a meta para o período de 2018 a 2020 é prestar assistência a cerca de 120 mil famílias de agricultores e realizar cursos de formação para 11.500 extensionistas. Para viabilizar os projetos o investimento é de mais de R$ 700 milhões.

O presidente Valmisoney Moreira Jardim, destaca que a Anater já está em mais de 20 estados levando assistência técnica e extensão rural (Ater) para os agricultores familiares. “Ver a Anater nesse nível denota a importância do trabalho árduo que tivemos durante o ano de 2017 para construir todo o ferramental para que ela conseguisse operacionalizar seus projetos”, avalia.

Segundo o presidente esses resultados só foram possíveis graças às parcerias. “E eu destaco sobretudo a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), nossa principal parceira, através da qual o Governo Federal tem aportado recursos na Anater. Destaco também a Frente Parlamentar Assistência Técnica e Extensão Rural, que entendeu e acreditou na proposta da Anater, tanto que tivemos a aprovação de uma emenda parlamentar de mais de R$ 200 milhões para a Ater na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara Federal, proposta pela Frente Parlamentar de Ater, através do deputado Zé Silva”.

Projetos em andamento

O Projeto Piloto é a primeira ação da Anater junto aos produtores rurais, realizadas em todas as regiões do País, beneficiando 10.500 famílias de agricultores no Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins. A diversidade e especificidade de cada região vão contribuir para aprimorar a proposta da Anater, de forma que todo o país possa ser assistido com a mesma eficácia nos resultados.

Já o projeto D. Helder Câmara vai beneficiar 60 mil famílias de agricultores de 572 municípios dos estados do Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe (Nordeste), Minas Gerais e Espírito Santo (Sudeste). As chamadas públicas para o programa serão realizadas a partir de fevereiro.

A Anater coordena as ações do eixo Assistência Técnica e Extensão Rural do projeto. Realizado pela Sead, o projeto contempla outros eixos que serão realizados pela própria Sead e seus parceiros, entre eles, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

O D. Helder Câmara é um programa de ações referenciais de combate à pobreza e apoio ao desenvolvimento rural sustentável no Semiárido, embasado no conceito de convivência e articulado às dimensões sócio-políticas, ambientais, culturais, econômicas e tecnológicas por processos participativos de planejamento, gestão e controle social.

Novos projetos

A Anater também vai dar início às chamadas públicas para realização das ações do programa Mais Gestão, através de 1.032 cooperativas de todo o território nacional. Para o projeto, serão investidos R$184.689.541,98, até 2020. O Mais Gestão é um programa de atendimento gerencial voltado para qualificação da gestão dos empreendimentos da Agricultura Familiar, com foco no mercado.

A meta da Anater para o período também inclui assistência a 18.000 famílias de povos e comunidades tradicionais ou jovens rurais, com investimento de R$ 48 milhões.

O presidente Valmisoney Moreira Jardim destaca que a expectativa para 2018 é realizar Ater de qualidade, atender cada vez mais agricultores, reforçar as parcerias já existentes e criar novas parcerias. “A Anater necessita do apoio dos demais Ministérios e Secretarias envolvidos com a Ater para se fortalecer e, com isso, fortalecer a Agricultura Familiar e a Extensão rural de nosso país como um todo”, conclui, ressaltando que a Anater também tem a proposta de atender aos médios produtores e para isso vai afinar a parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (MAPA) para viabilizar o atendimento a esse público.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]