‘Salvando o Capitalismo’, documentário da Netflix apresenta lições para a classe trabalhadora do Brasil

Robert Bernard Reich (24 de junho de 1946) é um comentarista político estadunidense, professor e autor. Ele serviu aos Governos dos EUA durante as administrações dos presidentes Gerald Ford e Jimmy Carter e foi secretário de trabalho durante o Governo Clinton de 1993 a 1997.

Robert Bernard Reich (24 de junho de 1946) é um comentarista político estadunidense, professor e autor. Ele serviu aos Governos dos EUA durante as administrações dos presidentes Gerald Ford e Jimmy Carter e foi secretário de trabalho durante o Governo Clinton de 1993 a 1997.

O intelectual estadunidense Robert Bernard Reich, professor da Universidade de Berkeley e ex-secretário (ministro) do Trabalho do Governo Clinton, é o protagonista do documentário ‘Salvando o capitalismo’. Lançado em 2017, o filme é baseado na obra não literária ‘Salvando o capitalismo: para os muitos, não os poucos’, publicada em 2015, pelo próprio Robert Reich.

O documentário ‘Salvando o Capitalismo’ aborda o sequestro da democracia estadunidense pelas corporações, empobrecimento da classe trabalhadora e transferência da riqueza do povo para o pequeno contingente da elite financeira do país.

O diagnóstico que Robert Reich apresenta sobre a democracia e o livre mercado dos EUA é de um país vencido por um sistema que subjuga a classe trabalhadora, expropriando renda, habitação, acesso a saúde, educação e liberdade.

Além de revelar aspectos da crise que afeta a nação mais rica do mundo, a partir da análise de que quem vive nos Estados Unidos da América (EUA), a reflexão de Robert Reich permite compreender que a superação da crise reside na união da classe trabalhadora em torno de ideias, princípios e valores que possam ser representadas por líderes políticos, que coloquem o interesse de muitos, acima do interesse de poucos.

“A união da classe trabalhadora e o engajamento político dos mais jovens é a alternativa para superar a crise política”, ensina Robert Reich. “Apenas com mais política, realizada pelo povo, a nação poderá ser salva”, sentencia.

A abordagem singular sobre a crise do capitalismo nos Estados Unidos apresentada no documentário ‘Salvando o capitalismo’ permite abstrair importantes lições para a classe trabalhadora do Brasil, para os jovens e para a maioria do povo que sobrevive subjugado nas favelas.

A partir da abordagem de Robert Reich e de tantos outros pensadores progressistas, pode-se abstrair a seguinte conclusão: “Nós construímos e determinamos a ideia de Nação, porque, separados, somos únicos, frágeis. Mas, unidos, somos a própria Nação. A força da democracia reside em nós, porque somos a imensa maioria do povo que trabalha, sobrevive, sofre e realiza este país. A superação da crise está na união que podemos estabelecer entre os iguais.”.

Perfil

Robert Bernard Reich (24 de junho de 1946) é um comentarista político estadunidense, professor e autor. Ele serviu aos Governos dos EUA durante as administrações dos presidentes Gerald Ford e Jimmy Carter e foi secretário de trabalho sob o presidente Bill Clinton de 1993 a 1997.

Robert Reich é professor de Políticas Públicas na Universidade da Califórnia, Berkeley desde janeiro de 2006. Ele foi professor da Universidade de Harvard’s, John F. Kennedy School of Government e professor de política social e econômica na Heller School for Social Policy and Management da Brandeis University . Ele publicou 14 livros, incluindo ‘The Work of Nations’, ‘Reason , Supercapitalism’, ‘Aftershock: The Next Economy’ e ‘America’s Future’.

Documentário

‘Salvando o capitalismo’ foi lançado pela Netflix, em 21 de novembro de 2017. A direção é de Sari Gilman e Jacob Kornbluth. Na obra, o protagonista Robert Reich expõe ideias sobre o capitalismo, desigualdade e concentração de renda nos EUA.

Robert Bernard Reich (24 de junho de 1946) é um comentarista político estadunidense, professor e autor. Ele serviu aos Governos dos EUA durante as administrações dos presidentes Gerald Ford e Jimmy Carter e foi secretário de trabalho durante o Governo Clinton de 1993 a 1997.

Robert Bernard Reich (24 de junho de 1946) é um comentarista político estadunidense, professor e autor. Ele serviu aos Governos dos EUA durante as administrações dos presidentes Gerald Ford e Jimmy Carter e foi secretário de trabalho durante o Governo Clinton de 1993 a 1997.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).