Grupo de Teatro Finos Trapos realiza exposição fotográfica e apresentação de espetáculo teatral em Salvador

Cena do espetáculo Mós Aí Quê.

Cena do espetáculo Mós Aí Quê.

O fim de ano já se aproxima, mas agenda de programação do Grupo de Teatro Finos Trapos, continua com todo vigor. O grupo que está desde março realizando atividades de forma interrupta, no interior da Bahia e em Salvador, visa celebrar a nova fase do coletivo na atual sede na Casa de Artes Sustentáveis (CAS), com a realização da exposição Varal das Memórias – ano II e o espetáculo teatral Mós Aí Quê, em dezembro.

A partir deste sábado (02/12/2017), às 19 horas, até o dia 31 de janeiro de 2018, o público terá acesso à exposição fotográfica Varal das Memórias – ano II, que retrata momentos de bastidores, espetáculos, ações de formação e projetos executados e idealizados pelos integrantes do Grupo de Teatro Finos Trapos.  Sendo uma oportunidade para celebrar a vida, a permanência, os sabores e dissabores deste fazer e os aprendizados, a exposição já esteve no Espaço Xisto Bahia e no Teatro Gamboa Nova em 2016, e no ano de 2017 circulou por cinco cidades do Estado da Bahia.

Na abertura da exposição, o público presente terá oportunidade de prestigiar gratuitamente a produção musical do grupo Kiki e os Amores Clandestino, que dialoga com o mundo subjetivo dos intérpretes, que é transpassado pelas culturas LGBTQ, afro-brasileira e pela necessidade dos corpos estarem à luz, dando visibilidade aos (des)afetos e urgências.

Ainda como ação integrante do projeto de Ocupação da CAS será encenado nos dias 14,15 e 16 de dezembro, às 19 horas, o espetáculo Mós Aí Quê.  A trama se passa no interior de uma companhia de teatro, que em crise, revisita seus antigos trabalhos em busca de uma nova e inspiradora história para ser encenada e trazer outro fôlego para os artistas que trabalham juntos a longa data. Determinados, João das Dores – o dramático, Zé Galhofa – o cômico e Armando Trama – o Poeta buscam em seus imaginários criativos motivações para superar as dificuldades e, a partir do mosaico de seus espetáculos de repertório, o grupo encontra a sua obra-prima. Mós Aí Quê é indicado para pessoas a partir de 16 anos e possui 60 min de duração.

O Grupo Finos Trapos trabalha no desenvolvimento continuado de repertório de espetáculos e realização de atividades de pesquisa, produção de eventos culturais e fomento das Artes Cênicas na Bahia. Seu teatro contemporâneo com sotaque regional fundamentado na filosofia do trabalho em grupo e no imaginário da cultura de tradição popular nordestina já possui reconhecimento de público e crítica registrado nas indicações a Prêmios e aprovações em Editais Públicos Estaduais e Nacionais. Fazem parte do Fino Repertório os espetáculos ‘Sussurros…’ (2004), ‘Sagrada Folia’ (2005), ‘Sagrada Partida’ (2007), ‘Auto da Gamela’ (2007), ‘Gennésius – Histriônica Epopéia de um Martírio em Flor’ (2009), ‘Berlindo’ (2011) e ‘O Vento da Cruviana’ (2014), ‘Mós Aí Quê’ (2016).

Agenda

Quando:  Exposição Varal das Memórias – 2 de dezembro, às 19 horas (abertura), a 31 de janeiro de 2018, das 16 às 20 horas.  │ Espetáculo teatral Mós Aí Quê – 14, 15 e 16 de dezembro, às 19 hORAS.

Onde: Casa de Artes Sustentáveis (CAS), localizada na Rua Democrata, nº 21, Dois de Julho (Salvador).

Classificação: Exposição Varal das Memórias – livre │ Espetáculo: Mós Aí Quê – 16 anos

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]