Feira de Santana: com investimento de R$ 4 milhões, governador Rui Costa inaugura maternidade de alto risco do Hospital Estadual da Criança

Governador Rui Costa descerra placa inaugural dos 104 leitos de maternidade de alto risco, implantado no Hospital Estadual da Criança, em Feira de Santana.

Governador Rui Costa descerra placa inaugural dos 104 leitos de maternidade de alto risco, implantado no Hospital Estadual da Criança, em Feira de Santana.

Ala do Hospital Estadual da Criança passa a contar com 104 leitos de maternidade de alto risco. Unidade de saúde funciona em Feira de Santana.

Ala do Hospital Estadual da Criança passa a contar com 104 leitos de maternidade de alto risco. Unidade de saúde funciona em Feira de Santana.

“Eu fico com a pureza da resposta das crianças. É a vida, é bonita, e é bonita”. A letra de Gonzaguinha tem tudo a ver com a entrega feita pelo governador Rui Costa, na manhã desta terça-feira (19/12/2017), em Feira de Santana. Após reforma dos pavimentos 1, 2, 5 e 6 do Hospital Estadual da Criança (HEC), Rui Costa inaugurou a Ala de Maternidade no local, capaz de realizar partos de alto risco.

“Buscamos uma solução para os problemas relacionados a partos no município, por conta da falta de leitos. Hoje, com a ampliação, temos uma unidade com altíssimo padrão, dotada com a última geração de equipamentos. A maternidade sai do Clériston Andrade e vem para o HEC. Não tenho dúvidas que muitas vidas, tanto das mães quanto dos bebês, serão salvas”, destaca o governador.

Apenas em equipamentos foram aplicados quase R$ 4 milhões. Já as obras foram feitas com recursos da ordem de R$ 3,5 milhões e garantiram a implantação de mais de cem novos leitos, sendo 30 de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 28 de Cuidados Intermediários (UCI). A nova unidade ainda conta com salas de cirurgia obstétrica. De acordo com o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, “a maternidade tem previsão mínima de efetuar 275 partos de alto risco por mês e 115 cirurgias obstétricas”.

Com uma área de mais de 4,5 mil metros quadrados, a maternidade vai exigir recursos mensais de manutenção de R$ 2,5 milhões. Os novos leitos representam um aumento de 67,5% na capacidade do HEC, que passa a contar com 258 leitos, no total. Moradora de Gavião, a autônoma Maria das Graças Souza trouxe o filho para fazer uma revisão cirúrgica e ficou “feliz com a maternidade dentro do HEC, pois se trata de uma unidade com o perfil adequado para receber mães e filhos”.

Com a implantação da unidade materno-infantil, o Hospital Estadual da Criança ganhou mais de 500 novos colaboradores. “É uma satisfação trabalhar em um local que possui todos os equipamentos necessários e uma equipe qualificada para atender com segurança mãe e recém-nascido”, declara Fernanda Moura, coordenadora da Emergência Obstétrica e UTI Obstétrica.

Saúde como prioridade

A reforma do HEC para implantação da maternidade se soma aos esforços do Governo do Estado de melhorar, regionalizar e descentralizar a saúde na Bahia. Nos últimos meses, uma série de unidades, inclusive de alta complexidade, foram inauguradas em diversas regiões do interior, a exemplo das policlínicas dos Consórcios Públicos de Saúde instaladas no Extremo Sul, Centro-Norte e Alto Sertão e dos hospitais regionais da Chapada e Costa do Cacau, instalados, respectivamente, em Seabra e Ilhéus.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]