Antípoda da República: Prefeito ACM Neto revela inconformismo; situação é decorrente da derrota judicial relacionada ao empréstimo federal de R$ 600 milhões destinado a investimentos do Governo Rui Costa

Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto), trajetória política revela perfil de de um antípoda da República, despótico de extrema direita.

Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto), trajetória política revela perfil de um antípoda da República, despótico de extrema direita.

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), revela na trajetória de vida os elementos que o transformam em um político despótico de extrema direita. O episódio mais recente demonstra a face opressora do gestor municipal e foi evidenciado quando o mesmo atuou politicamente, através do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), com a finalidade de impedir que o Governo Temer liberasse empréstimo de R$ 600 milhões para o Governo Rui Costa (PT), cujo objetivo é investir em infraestrutura e educação no interior da Bahia.

Conforme matéria de Andreza Matais, publicada  neste sábado (30/12/2017) no Jornal Estadão, “enquanto o governo ameaça os aliados de retaliação se não votarem a reforma da Previdência, o Banco do Brasil acaba de liberar R$ 600 milhões para o governo da Bahia, comandado pelo PT, maior adversário do Planalto. O DEM e o PPS estão em pé de guerra porque o dinheiro chega para o governador petista Rui Costa no ano eleitoral de 2018, quando Rui irá tentar a reeleição. Seu principal adversário na disputa será o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Aliado do demista, Arthur Maia (PPS) já falou até em deixar a relatoria da Previdência”.

Trajetória de um déspota

Ameaça de agressão física contra o então presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT/SP), apoio a usurpação do mandato democrático da presidente Dilma Rousseff (PT/RS), indicação de aliados para compor governo da usurpação democrática do presidente Michel Temer (PMDB/SP), uso do poder político — auferido com a assunção antidemocrática do déspota Michel Temer — em prejuízo dos interesses do povo da Bahia, ameaça de retaliação ao governo antidemocrático que contribuiu para ser implantando, filiação ao partido que deu sustentação ao Golpe Civil/Militar de 1964 e ao Golpe Parlamentar de 2016 identificam perfil político despótico de extrema direita do antípoda da República prefeito Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto (ACM Neto).

Qual o limite?

Observando o perfil, do lamentável protagonismo político de ACM Neto, emerge a seguinte pergunta: se é capaz de ousar tanto contra os que detinham e detém o poder, até que ponto o antípoda da República pode ir contra os cidadãos da Bahia e do Brasil que se oporem ou que se tornem obstáculo ao projeto pessoal de poder que manifesta através de atos e palavras?

Vídeo revelador da doutrina

O vídeo com o título ‘Eleição de 1986: questionado por jornalista, ACM reage de forma hostil’ é um exemplo da escola política que forjou o antípoda da República ACM Neto.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]