“Presidente Michel Temer, Mercado e Rede Globo ressuscitam o fantasma da reforma da Previdência”, diz Robinson Almeida ex-secretário estadual

Robinson Santos Almeida.

Robinson Santos Almeida.

Em nota encaminhada nesta terça-feira (07/11/2017) ao Jornal Grande Bahia (JGB), o ex-secretário estadual de Comunicação da Bahia e pré-candidato a deputado estadual Robinson Almeida (PT) criticou a proposta de reforma do sistema previdenciário nacional, encaminhada pelo Governo Temer ao Congresso Nacional, cuja finalidade é retirar direitos da classe trabalhadora. Ele atribui a perversa articulação ao presidente Michel Temer, lideranças do PMDB, DEM, PSDB, capitalistas e Rede Globo de Televisão.

Confira o teor da nota emitida por Robinson Almeida

— O fantasma da Reforma da Previdência, que parecia sepultado da vida dos brasileiros, foi ressuscitado pelas forças que deram o golpe institucional no Brasil: Temer e sua base parlamentar, a Rede Globo e o “mercado”.

— Numa ofensiva pautada por Temer e Rodrigo Maia, a Globo, com generosa cobertura no JN, aqueceu a agenda de retirar os direitos previdenciários do povo. O “mercado” mandou os sinais da sua expectativa reformista: o dólar subiu e a bolsa caiu. Tudo jogo combinado.

— Apesar do recente relatório da CPI do Senado, escondido pela grande mídia, ter concluído que não existe déficit na Previdência, os golpistas insistem na mesma cantilena de sempre: rombo nas contas e perspectivas de colapso no curto prazo no pagamento das aposentadorias.

— Vamos resistir. Mais um motivo pra reforçar a mobilização convocada pelas centrais sindicais para a próxima sexta-feira, 10 de novembro. Além de combater a implantação da reforma trabalhista, que começa a valer dia 11/11, o povo na rua tem que sepultar essa maldita Reforma da Previdência.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).