“Nova Lei Trabalhista não vai amenizar desemprego”, avalia senadora Lídice da Mata

Lídice da Mata: É uma lei que prejudica o trabalhador e garantirá mais lucro aos empresários. É (uma reforma) cheia de absurdos.

Lídice da Mata: É uma lei que prejudica o trabalhador e garantirá mais lucro aos empresários. É (uma reforma) cheia de absurdos.

A senadora Lídice da Mata, que participa da Reunião do Comitê de Mudanças Climáticas da ONU, na Alemanha, utilizou as redes sociais, nesta segunda-feira (13/11/2017), para criticar a Lei Trabalhista que entrou em vigor no sábado (11). De acordo com a parlamentar baiana, a legislação que foi proposta pelo governo de Michel Temer para criar empregos não terá esse efeito. “É uma lei que prejudica o trabalhador e garantirá mais lucro aos empresários. É (uma reforma) cheia de absurdos”, avalia.

Para a líder do PSB no Senado, o nível de emprego está crescendo aquém do esperado. A parlamentar acredita que o aquecimento que haverá nas próximas semanas será mais ligado aos festejos de fim de ano do que a algum possível impacto da nova lei.

Lídice é uma das senadoras da oposição a assinar representação para a saída do ministro Ives Gandra Filho da Presidência do Tribunal Superior do Trabalho, que defendeu a nova legislação, alegando que serão criados novos empregos. “Ele quer uma sociedade que volte ao passado, onde os trabalhadores fiquem num sistema de super exploração, com jornada diária superior a dez horas. O 1º de maio é uma data reconhecida no mundo, pois foi quando operários foram mortos em nome da conquista de uma carga de trabalho de oito horas diárias, concluiu.

Confira vídeo

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]