ALBA: deputado Targino Machado aponta “atitudes necessárias do governador para mudar o quadro violento que a Bahia apresenta”

Deputado Targino Machado critica política estadual de segurança pública.

Deputado Targino Machado critica política estadual de segurança pública.

O deputado estadual Targino Machado (PPS), nesta terça-feira (07/11/2017) na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), frisou a irresponsabilidade do Governo do Estado com a segurança pública da Bahia. A fala de Targino veio em aparte ao pronunciamento do parlamentar Carlos Geilson (PSDB) que apresentou os dados do 11° Anuário Brasileiro de Segurança Pública, onde aponta que a Bahia é o estado com maior número de mortes violentas do país, em números absolutos. De acordo com a pesquisa, de janeiro a dezembro do ano passado foram 7.110 mortes no estado.

“É indiscutível os números trazidos a respeito da segurança pública no estado da Bahia, onde eu também os tenho trazido de forma recorrente no Plenário desta Casa nos últimos meses, mas o que interessa hoje é o que fazer para melhorar a segurança pública da Bahia. Não dá pra melhorar sem um choque de gestão, mudando o organograma da secretaria de Segurança Pública. O governador precisa cumprir o prometido na campanha política em dotar a polícia militar com 40 mil homens e que não cumpriu até aqui e é preciso que ele convoque imediatamente os três mil policiais que foram homologados no concurso da Polícia Militar”

Targino defendeu também a ampliação da lista dos aprovados no concurso da PM ao invés de Rui Costa querer convocar os dois mil policiais aposentados da reserva e afirmou que “a Casa, notadamente a oposição apoiará a adoção desse feito pelo governador Rui Costa”.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]