ALBA: Deputado Angelo Almeida propõe homenagem ao vice-almirante Almir Garnier Santos, comandante do 2° Distrito Naval

O deputado Angelo Almeida (PSB) propôs a entrega do Título de Cidadão Baiano ao vice-almirante Almir Garnier Santos, comandante do 2° Distrito Naval.

O deputado Angelo Almeida (PSB) propôs a entrega do Título de Cidadão Baiano ao vice-almirante Almir Garnier Santos, comandante do 2° Distrito Naval.

O deputado Angelo Almeida (PSB) propôs a entrega do Título de Cidadão Baiano ao comandante do 2° Distrito Naval, vice-almirante Almir Garnier Santos. Ao apresentar o projeto de resolução na Assembleia Legislativa com este objetivo, o parlamentar detalhou a longa relação de Garnier com a Marinha. “Ele ingressou na instituição aos 10 anos de idade, no Rio de Janeiro, como aluno do curso de formação de operários na extinta Escola Industrial Comandante Zenethilde Magno de Carvalho”.

  Em 1977, acrescentou Angelo, “graduou-se técnico em estruturas navais na Escola Técnica do Arsenal de Marinha. Em 1978, ingressou na Escola Naval (Ilha de Villegagnon, Rio de Janeiro) formando-se em 1981 na primeira colocação no Corpo da Armada. Em 1982 foi nomeado segundo tenente, vindo a servir na Fragata Independência como ajudante da Divisão de Operações.

 Foi promovido ao posto de primeiro-tenente em 31 de agosto de 1984 e em seguida iniciou o curso de Aperfeiçoamento em Eletrônica para Oficiais, no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk, no Rio de Janeiro, concluindo em 1985 com distinção, em primeiro lugar.

Formação

 Entre os anos de 1981 e 1991, o então tenente Garnier desenvolveu suas habilidades operativas servindo a bordo dos navios mais modernos da esquadra brasileira à época: a Fragata Independência, a Fragata União e o Navio Escola Brasil, onde ocupou os cargos de chefe do Departamento de Operações, de instrutor de Operações de Guardas Marinhas, de encarregado da Manutenção do Material Eletrônico e de oficial de Defesa Aérea e Guerra Eletrônica.

 Em 1991 foi designado para realizar o Curso de Mestrado em Pesquisa Operacional e Análise de Sistemas, em Monterey (EUA). Após a conclusão do mestrado, serviu em funções técnicas por dez anos, quando gerenciou equipes de projeto de alto desempenho, desenvolvendo a otimização de recursos logísticos, Emprego de Poder Naval e jogos para treinamento de Guerra Naval. O então capitão de Corveta Garnier concluiu o curso do Estado-Maior para oficiais superiores em 1998, quando também obteve a primeira colocação.

 Em 31 de março de 2010 foi promovido ao posto de contra-almirante e em 31 de março de 2014 ao posto de vice-almirante. Comandou o navio de apoio logístico Almirante Gastão Motta, o Centro de Apoio a Sistemas Operativos, o Centro de Análises de Sistemas Navais e a Escola de Guerra Naval.

 “Antes de assumir o Comando do 2° DN, atuou por cerca de dois anos e meio como assessor especial militar do Ministro da Defesa, tendo servido aos ministros Celso Amorim, Jaques Wagner, Aldo Rebelo e Raul Jungman. É coautor de dois livros na área de gestão de logística e da cadeia de suprimentos”, concluiu o deputado.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]