Reencarnação é recurso que conduz o homem a Deus, diz conferencista Roosevelt Thiago, durante 39ª Semana Espírita de Feira de Santana

Ginásio de Esportes do Colégio Castro Alves sedia 39ª Semana Espírita de Feira de Santana.

Ginásio de Esportes do Colégio Castro Alves sedia 39ª Semana Espírita de Feira de Santana.

A reencarnação é o principal recurso que conduz à evolução humana e à busca por Deus, argumentou o conferencista Roosevelt Thiago que na noite desta quarta-feira, 20, abordou o tema “Gravitar em torno de Deus: o destino de todos nós”, durante a 39ª Semana Espírita de Feira de Santana. O evento prossegue até sábado, 23, com conferências a cada noite, a partir das 20 horas, no Ginásio de Esportes do Colégio Castro Alves.

Nesta sexta-feira (22/09/2017), o educador e palestrante Cosme Massi irá falará sobre a vida no mundo espiritual. E na última conferência a doutora em Psicologia Ana Tereza Camasmie irá falar sobre a plenitude do ser.

O palestrante e escritor Roosevelt Thiago defendeu que nenhuma situação na vida das pessoas acontece casualmente. “Alan Kardec – o codificador do espiritismo – nos explica que não existem fatos isolados na existência humana. Se um acontecimento ruim nos atinge existe uma causa inteligente. Uma causa que justifica por qual motivo estamos enfrentando aquela situação, lembrando sempre que temos um currículo de muita tristeza no nosso passado – marcado por guerras, dores e atitudes violentas – um passado que nos cobra em novas situações”, esclarece Roosevelt.

Mas, o conferencista também explicou que o destino do homem não é a dor. “Deus usa meios e recursos para nos cobrar apenas aquilo que é justo. Ninguém sofre errado, ninguém morre no dia errado. Cada um enfrenta situações relacionadas às suas realizações”, orienta.

Um seminário sobre o tema “Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sempre. Tal é a lei” será a última atividade da Semana Espírita deste ano. Acontecerá neste domingo, 24, na Câmara de Dirigentes Lojistas, das 9:00 às 12:30min. Logo após o seminário, os participantes se dividem em duas oficinas com temáticas relacionadas ao eixo central.

Apresentações culturais encantam o público

Todas as noites, as conferências são abertas por atividades culturais, como a apresentação da Orquestra Sinfônica Santo Antônio, de Conceição Coité, que empolgou o público. No repertório, as músicas eruditas se harmonizam ao cancioneiro regional, com composições de Luís Gonzaga, xote, forró, etc.

Já passaram pelo palco da Semana Espírita os corais Acordes de Luz, do Centro Espírita União Feirense, Coral Fabiano de Cristo, da Sociedade Espírita de mesmo nome, e Vera Nívea, da Sociedade Espírita Verdade e União de Lustosa (SEVUL), distrito de Teodoro Sampaio. O ator e comediante André Lucas apresentou o pocket show “Chico Anísio no Além”, relacionando a obra do humorista, que é seu pai, à temática espiritual. Considerado um gênio da TV, Chico Anísio era espírita.

O público que assiste às palestras também visita no Ginásio de Esportes a exposição “Recortes de Feira de Santana”, de autoria do artista plástico Antônio Carvalho, que reúne uma série de quadros com emblemáticos espaços e prédios públicos do patrimônio artístico-cultural de Feira de Santana, além do acesso à ampla livraria espírita, montada durante todo o evento.

No dia do aniversário de Feira de Santana, diversos artistas fizeram uma homenagem à Cidade Princesa do Sertão pelos 184 anos de emancipação política, transcorrido no último dia 18. Participaram o professor Ricardo Carvalho; Sheila Menezes eTony Campos; Lizete e Álvaro,  Karina Faria e Deco Simões, que fizeram duetos trazendo canções da Música Popular Brasileira cuja temática aborda o amor, a paz e a irmandade entre os povos. Outro dueto que levou boa música ao evento foi apresentado pelos músicos Marcel Torres e Carla Torres.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).