Professor e aluno da rede municipal de Feira de Santana tem 100 mil de bônus na 10ª Feira do Livro

Estudantes da rede municipal de Feira de Santana visitam a 10ª Feira do Livro.

Estudantes da rede municipal de Feira de Santana visitam a 10ª Feira do Livro.

“O acesso aos livros é um dos primeiros passos para oportunizar às crianças uma viagem indescritível pelo mundo da leitura”. A fala é da professora Renata Carmezin, coordenadora pedagógica do Centro Municipal de Educação Infantil Eduarda Oliveira França, que levou pela primeira vez as crianças dos grupos 4 e 5 à Feira do Livro de Feira de Santana. O CMEI, que fica no bairro Conceição, é uma das dezenas de escolas municipais que visitam o Festival Literário até sexta-feira, (29/09/2017).

A Feira do Livro é promovida pela Universidade Estadual de Feira de Santana, com o apoio de algumas instituições, dentre as quais, as secretarias municipais de Educação, Cultura, Esporte e Lazer. O evento segue até o próximo dia 1º de outubro.

As crianças matriculadas nas creches estão começando a estudar as letras, mas já trazem o gosto pelas histórias e também pela leitura, a exemplo de Natália de Araújo Lima, do grupo 5, que com 6 anos, adora os contos de fadas: “Eu não sei ler, mas, toda noite, minha mãe lê histórias para mim. Eu gosto muito de ouvir e de ver os desenhos”. Através do vale-livro fornecido pela Seduc, Natália levou para casa uma coleção de clássicos das princesas.

A coordenadora pedagógica Renata Carmezin observou a Feira como uma forma de dar início a um projeto de leitura na creche: “No terceiro trimestre faremos um projeto de leitura intitulado “Lendo e Aprendendo”; então, esta visita ao Festival é a primeira ação do projeto. Nele, os alunos aprenderão sobre cantigas de roda, clássicos da literatura e poemas”, enumera.

O incentivo à leitura deve ser uma atividade cotidiana nas escolas, defende a secretária de Educação, Jayana Ribeiro: “Todos os anos, através da Prefeitura de Feira de Santana, investimos uma quantia significativa da ordem de R$ 100 mil que promove a aquisição de vales-livro, dos quais R$ 75 mil são direcionados aos estudantes, e R$ 25 mil, aos professores. É uma forma de valorização dos profissionais e dos alunos, além de proporcionar o acesso aos livros. É uma iniciativa que a Seduc abraça e faz questão de apoiar”, ressalta Jayana.

A Feira também é o momento de apresentar um grande evento literário aos estudantes das escolas públicas, a exemplo do aluno Nilton dos Anjos Sacramento, que cursa o 5º ano na Associação Feirense de Assistência Social (AFAS), escola conveniada à Rede Municipal de Ensino: “Eu não morava na cidade de Feira de Santana e me mudei recentemente. É a minha primeira Feira do Livro e estou feliz de poder comprar meus livros de aventura e emoção, que são os que mais gosto de ler”, conta Nilton.

Mais de 2.600 alunos serão beneficiados pelos vales-livros no valor de R$ 28,00. E aproximadamente 500 professores recebem o vale no valor de R$ 50,00.

A Feira do Livro, que começou na última terça-feira, 26, acontece na Praça João Barbosa de Carvalho, a Praça do Fórum, até o dia 1º de outubro.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]