Câmara Municipal festeja 184 anos de emancipação política de Feira de Santana com sessão solene

Sessão solene na Câmara Municipal em homenagem aos 184 anos de emancipação política de Feira de Santana.

Sessão solene na Câmara Municipal em homenagem aos 184 anos de emancipação política de Feira de Santana.

A Câmara Municipal de Feira de Santana realizou na tarde desta segunda-feira (18/09/2017) sessão solene em comemoração aos 184 anos de emancipação política de Feira de Santana. Durante o evento, o professor e fotógrafo José Ângelo Leite Pinto ministrou palestra para os presentes na Casa Legislativa. O evento foi prestigiado por vereadores, lideranças políticas e religiosas, profissionais da imprensa, secretários municipais, deputados estaduais e pessoas da comunidade.

O presidente do Legislativo feirense, vereador José Carneiro Rocha (PSDB), conduziu a sessão compondo a mesa juntamente com o prefeito municipal José Ronaldo de Carvalho; o procurador do Município Cleudison Santos; deputado estadual e ex-vereador Ângelo Almeida; arcebispo metropolitano de Feira de Santana, Dom Zanoni Demetino Costa e o professor, fotógrafo e pesquisador José Ângelo Leite Pinto, palestrante da sessão solene.

O vereador Roberto Tourinho (PV), ao saudar os presentes, destacou as características próprias que marcam a história de Feira de Santana, considerada maior entroncamento rodoviário do norte nordeste do país. O edil falou do sentimento de orgulho que os feirenses possuem em residirem na Princesa do Sertão. “Embora todos os problemas que existam, saímos em defesa quando depreciam sua imagem. Os seus problemas são proporcionais a sua dimensão. Temos orgulho de ser e de morar em Feira de Santana. Parabéns a esta terra acolhedora”, declarou.

Preservação da memória

Com o tema ‘A preservação da memória como identidade individual e coletiva’, o professor José Ângelo Leite Pinto ministrou a palestra que marcou a sessão em comemoração aos 184 anos de emancipação política de Feira de Santana. Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana e do Conselho Curador da Fundação Senhor dos Passos, o palestrante falou da preocupação com a desvalorização da memória histórico cultural do município.

“Destaco que a memória é que dá sentido e significado à memória anterior. A modernidade transformou o homem em um ser insensível e sem memória. Na era da informação, o receptor da comunicação de massa é um ser sem memória. O ser humano pode buscar na memória subsídios para conhecer sua história. Que essa memória sirva para libertação e não servidão”, destacou.

Ele afirmou a importância da fotografia como ferramenta de eternização da história. “Na exposição fotográfica exibida no pátio desta Casa existem registros que apenas as fotografias podem mostrar como era a nossa cidade, como vivia o nosso povo e seus costumes. Devemos relembrar todos aqueles que deram seu suor e seus esforços e contribuição para que Feira se tornasse cada vez maior”, afirmou.

Na oportunidade, parabenizou o Governo Municipal pela preocupação com a preservação do patrimônio histórico do município, com a manutenção dos monumentos e realização de projetos de preservação dos equipamentos e da memória cultural. “Uma cidade sem memória é uma cidade sem história, sem raízes. Pode até ser uma cidade que cresça economicamente, mas será sempre uma cidade pobre”, finalizou.

O palestrante foi homenageado com placa em agradecimento entregue pela vereadora Aldney Bastos (Neinha, PTB). As estudantes Luciana Gomes e Rosane Victória dos Santos, da Escola Municipal Jonathas Teles de Carvalho, entoaram o Hino à Feira de Santana, acompanhadas pelos professores Rubem Mario Lobo Pereira e João Jesus da Silva, do programa Música na Escola, marcando o encerramento da sessão.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]