Salvador: vereador critica manutenção de vias públicas efetuada pela gestão do prefeito ACM Neto: “um marajá da prefeitura equivale ao orçamento da operação”, diz José Trindade

Para José Trindade, ACM Neto não prioriza Operação Tapa Buracos.

Para José Trindade, ACM Neto não prioriza Operação Tapa Buracos.

O líder da oposição na Câmara Municipal de Salvador, vereador José Trindade (PSL), criticou a forma como a prefeitura gerencia as necessidades da população.  De acordo com ele, os reparos que serão feitos na cidade, através da operação Tapa Buracos, poderiam ter sido feitos antes, se a prefeitura não gastasse tanto dinheiro pagando salários milionários a alguns servidores.

“É importante uma operação Tapa Buraco, mas a prefeitura não tem prioridade, o previsto é gastar R$ 280 milhões de reais e isso na verdade equivale a um marajá da prefeitura, que são os servidores que ganham R$ 24 mil, que eu já tinha denunciado, prioridade zero em relação aos buracos da cidade”, afirmou Trindade.

Em julho de 2017, o líder da oposição denunciou, mais uma vez, a gestão do prefeito ACM Neto (DEM) por manter pagamento a 28 servidores acima do teto (que é o salário do próprio prefeito), fato que não é permitido por lei. Segundo Trindade, a ação ilegítima da gestão municipal acontece desde 2013 e, somados, os valores totais chegam a custar R$800 mil aos cofres públicos.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]