Governador Rui Costa se reúne com jovens da Campus Party e anuncia Escolas Tecnológicas

Programação da Flipelô deve atrair cerca de 30 mil pessoas.

Programação da Flipelô deve atrair cerca de 30 mil pessoas.

A Bahia vai implementar o conceito de Escolas Tecnológicas nos mesmos moldes das Escolas Culturais. A ideia surgiu durante encontro do governador Rui Costa, na quinta-feira (10/08/2017), na Governadoria, com os jovens empreendedores que participam da Campus Party Bahia, em Salvador. Durante a conversa com os jovens, comentou Rui, “veio esse estalo de usar para a tecnologia o mesmo conceito das escolas culturais, que abrem um espaço em cada cidade da Bahia, servindo não apenas para os alunos, mas para toda a sociedade”.

Segundo o governador, as unidades terão laboratórios de robótica, informática e eletroeletrônica, disponíveis para jovens que desenvolvem tecnologia. “Será um espaço de convivência e de troca de ideias, mas também de base técnica e material. Hoje, o emprego e a renda resultam da criação, seja de elementos culturais ou tecnológicos”.

O pontapé inicial da iniciativa já foi dado por Rui. “Eu designei que os secretários da Ciência e Tecnologia, Vivaldo Mendonça, e da Educação, Walter Pinheiro, conversem para iniciar este projeto a partir das escolas que já têm infraestrutura capaz de se transformarem em uma referência de tecnologia em cada cidade”. Vivaldo Mendonça e o presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, também estiveram presentes no encontro.

Parceria

Na ocasião foi anunciada ainda a criação de um laboratório tecnológico em Canudos, no campus da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), com equipamentos doados pelo Instituto Campus Party. Segundo o estudante Vinícius Melo, 15 anos, que vai coordenar o projeto, o laboratório será implantado a partir de 15 de setembro.

“Daqui para o fim do ano, vamos começar com 40 alunos por turma, em Canudos, em um espaço que a Uneb disponibilizou. Eu sou coordenador de comunicação do programa Onda Digital da Ufba, trabalho com inclusão sociodigital e software livre para crianças, jovens e egressos da universidade e meu papel é ensinar a essas pessoas o básico das disciplinas relacionadas à tecnologia”, explicou Vinícius.

Farruggia destacou que o projeto implantado em Canudos, que começa com 40 computadores, vai ser ampliado para outros municípios baianos. “A gente entende que é preciso haver uma revolução na educação para ser possível a inclusão das classes com menos condições. Decidimos, então, fazer um laboratório de robótica, com desenho em 3D e as primeiras noções de programação, em Canudos”.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]