Deputado Fernando Torres reassume mandato e vota a favor da autorização legislativa que permite ao STF continuidade da ação criminal contra Michel Temer

Fernando Torres: o Brasil quer a saída de Temer, mas também não deseja a ascensão de Rodrigo Maia à Presidência da República. O meu desejo, o desejo do povo brasileiro, é por eleições diretas e já”.

Fernando Torres: o Brasil quer a saída de Temer, mas também não deseja a ascensão de Rodrigo Maia à Presidência da República. O meu desejo, o desejo do povo brasileiro, é por eleições diretas e já”.

Em nota — encaminhada nesta segunda-feira (01/08/2017), ao Jornal Grande Bahia — o deputado federal Fernando Torres (PSD/BA) declarou que reassume o mandato com a finalidade de votar pela autorização legislativa a favor da continuidade do processo criminal, contra o presidente Michel Temer (PMDB/SP).

O parlamentar infere que Temer usurpou o mandato popular da presidente Dilma Rousseff (PT/RS) e, na sequência, cometeu crime no exercício da função de presidente da República, atuando em conluio com esquema criminoso de executivos do Grupo J&F.

Além de defender a continuidade da ação criminal, Fernando Torres cobra eleições diretas para presidente da República, avaliando que não há legitimidade em Rodrigo Maia (presidente da Câmara dos Deputados, DEM/RJ) para assumir o cargo no lugar de Michel Temer.

O processo

A ação criminal que será apreciada pelos deputados neta terça-feira (02) foi representada pela Procuradoria-Geral da República, no âmbito do Supremo Tribunal Federal. Para continuidade da ação é necessário que 342 deputados rejeitem o parecer da Comissão de Constituição e Justiça. O parecer é contrário a continuidade da ação criminal.

Fernando Torres estava licenciado do mandato parlamentar, exercendo, na Bahia, a função de secretário de estadual de Desenvolvimento Urbano. Após a votação, o parlamentar reassume o cargo estadual.

Ao se posicionar a favor da ação criminal, Fernando Torres contraria orientação do partido.

Na Bahia, o PSD atua na base de apoio do governo Rui Costa (PT). O gesto do deputado reafirma a parceria estabelecida entre o PT e PSD da Bahia.

Confira a nota

O deputado federal Fernando Torres (PSD) é a favor de eleições diretas, atendendo ao anseio popular. Essa será a posição defendida por ele, durante a votação na Câmara Federal, no processo em que o presidente da República, Michel Temer, é acusado de corrupção.

Fernando Torres considera ilegítima a ascensão de Michel Temer à Presidência da República, mas também rechaça qualquer possibilidade de o deputado federal Rodrigo Maia (DEM) assumir o comando do Brasil.

“O Brasil quer a saída de Temer, mas também não deseja a ascensão de Rodrigo Maia à Presidência da República. O meu desejo, o desejo do povo brasileiro, é por eleições diretas e já”, disse.

Fernando Torres assume o mandato de deputado federal nesta terça-feira (01).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).