ACM Neto é denunciado ao Ministério Público por crime de responsabilidade; prefeito é acusado de uso de recursos do Município de Salvador em pré-campanha eleitoral

Deputados Robinson Almeida e Afonso Florence entregam, à promotora de Justiça do Ministério Público da Bahia, representação contra o prefeito ACM Neto por crime de responsabilidade.

Deputados Robinson Almeida e Afonso Florence entregam, à promotora de Justiça do Ministério Público da Bahia, representação contra o prefeito ACM Neto por crime de responsabilidade.

Os deputados federais Robinson Almeida (PT/BA) e Afonso Florence (PT/BA) ingressaram — nesta sexta-feira (04/08/2017) no Ministério Público da Bahia (MPBA) — com representação contra o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), por prática crime de responsabilidade e crime eleitoral.

Segundo os parlamentares, na sexta-feira (28/07/2017), ACM Neto abandonou a gestão municipal e conduziu secretários e membros em cargos de confiança da prefeitura à participarem de atividade político/partidária no município de Jacobina. Na oportunidade, o município comemorava a emancipação política. “Mas, o que se observou foi o prefeito ACM Neto, usando recursos do município de Salvador, violar princípios da administração pública e da legislação eleitoral, com a finalidade de promover campanha pré-eleitoral antecipada”, comentaram.

“É um escárnio com o povo de Salvador, o prefeito, que tem a pior gestão de saúde do estado, abandonar a prefeitura, em pleno expediente, pra fazer campanha ilegal em Jacobina”, afirmou Robinson Almeida.

Os deputados inferem que o evento ocorrido em Jacobina foi mais uma oportunidade usada pelo prefeito de Salvador para divulgar, pelo interior da Bahia, candidatura a cargo executivo estadual em 2018. “O mais grave é que, ao invés de estarem em atividades normais da administração municipal, inúmeros secretários estavam em Jacobina, em atividade partidária-eleitoral”, criticaram.

“O prefeito ACM Neto abandona Salvador, persegue a Bahia e faz campanha antecipada, cometendo crime eleitoral e crime de responsabilidade. A Bahia não aguenta mais o prefeito ACM Neto querendo imitar o avô. Ele, Eduardo Cunha, Aécio Neves e Michel Temer, perseguem a Bahia”, afirmou Afonso Florence.

Diante dos fatos amplamente divulgados, inclusive pela imprensa nacional, os deputados pedem ao Ministério Público que seja instaurado inquérito civil, ou procedimento investigatório equivalente, a fim de que seja rigorosamente apurada a denúncia.

Baixe

Representação contra o prefeito ACM Neto por crime de responsabilidade

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]