UNESCO deplora destruição de mesquita com mais de 800 anos em Mossul

Estado Islâmico explode mesquita de Al-Nuri em Mossul, Iraque.

Estado Islâmico explode mesquita de Al-Nuri em Mossul, Iraque.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, deplora a destruição da Grande Mesquita de Al Nuri e do minarete adjacente de Al Hadba, em Mossul, no Iraque.

Considerada uma das mesquitas mais histórias do Iraque, Al Nuri foi construída há 845 anos e destruída nesta quinta-feira pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil.

Resiliência

A diretora da Unesco, Irina Bokova, destacou que a mesquita e o minarete eram símbolos de “identidade e resiliência” e que a destruição somente aprofunda “as feridas de uma sociedade já afetada por uma tragédia humana sem precedentes”.

Bokova lembra que 3 milhões de pessoas estão desalojadas no Iraque e 6,2 milhões precisam de assistência humanitária imediata.

Solidariedade

Desde o início, em outubro, da ofensiva militar contra o Isil em Mossul, quase 800 mil moradores abandonaram a cidade. Muitos estão sitiados ou sendo utilizados pelos terroristas como escudos.

A diretora da Unesco expressa solidariedade com o povo iraquiano e prontidão para apoiar e restaurar o patrimônio cultural quando possível. Apesar da destruição, Bokova espera que o “espírito de resiliência do minarete prevaleça”, ressaltando que a agência da ONU está ao lado o país na luta contra todas as formas de extremismo e violência.

Desde 2012, a Unesco trabalhava para proteger o minarete, mas os trabalhos tiveram de ser interrompidos devido ao conflito.

O representante especial do secretário-geral da ONU para o Iraque, Jan Kubis, declarou que a destruição da mesquita e do minarete é um “sinal claro do colapso do Isil”, além de ser uma prova do desespero dos terroristas e um sinal de que o grupo está chegando ao fim.

*Com informação da Rádio ONU.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]