#ruicorreria300: “o êxito do nosso governo é precedido pelo trabalho de Lula, Dilma e Wagner, existe uma Bahia antes e depois deste trabalho realizado”, diz governador Rui Costa

Secretário estadual Jaques Wagner, Quitéria de Carneiro de Araújo, prefeita de Santaluz e Rui Costa, governador.

Secretário estadual Jaques Wagner; Quitéria de Carneiro de Araújo, prefeita de Santaluz e Rui Costa, governador.

Governador Rui Costa, carisma pessoal e gestão focada em resultados.

Governador Rui Costa, carisma pessoal e gestão focada em resultados.

Visivelmente emocionado, o governador Rui Costa comemorou — na segunda-feira (17/07/2017), em Santaluz — a tricentésima viagem realizada durante os 900 dias de governo, com média de uma viagem ao interior do estado, a cada três dias de trabalho. Durante este período, Rui Costa visitou 162 cidades, percorrendo o equivalente a 4 voltas ao planeta.

Acompanhando o evento — que foi denominado pela equipe de comunicação do governo como ‘#ruicorreria300’, em referência a forma acelerada e precisa com a qual Rui Costa desenvolve a gestão — cerca de 60 jornalistas e radialistas, oriundos das regiões metropolitanas de Salvador, Feira de Santana e do semiárido da Bahia participaram da entrevista coletiva concedida pelo governante, abordando temas políticos e da gestão.

Ao ser questionado sobre o processo eleitoral de 2018, oportunidade em que deve ter o nome confirmado como candidato à reeleição, Rui Costa declarou, enfaticamente, que a medida do governo não é o processo de disputa eleitoral, mas de realizações que melhorem as condições de vida do povo baiano e o progresso econômico do estado.

Na sequência, citou que existe uma Bahia antes e depois das gestões do Partido dos Trabalhadores (PT). “O êxito do nosso governo é precedido pelo trabalho de Lula, Dilma e Wagner, existe uma Bahia antes e depois deste trabalho realizado”, afirmou, completando, “estamos dando sequência ao trabalho exitoso destes governantes”.

Rui Costa elencou, em seguida, algumas das realizações das gestões petistas. “Foram inauguradas 4 universidades federais, 35 Institutos federais para ensino técnico, milhares de casas foram entregues, 10 hospitais foram construídos, foram iniciadas as obras das policlínicas regionais, inauguradas unidades de saúde, construídas e recuperadas rodovias, construído e ampliado o sistema de abastecimento de água potável e saneamento, construídos e ampliados sistemas de reservatórios de água; em Salvador, foram construídas avenidas, modernizando o sistema viário, além de estarmos prestes a concluir a terceira maior rede de metrô do país”.

O governador concluiu a entrevista coletiva destacando que ao observar a crise econômico que afeta o país e as gestões estaduais, inferia que o governo da Bahia realiza uma administração que é exemplar para o Brasil, em decorrência, da manutenção da capacidade de investimento e cumprimento das obrigações sociais e financeiras.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).