Oposição denuncia situação de caos no hospital estadual de Guanambi

Hospital Regional de Gunambi.

Hospital Regional de Gunambi.

Macas improvisadas, longa espera, deficiência de leitos na UTI e falta de medicamentos, insumos e materiais básicos de higiene e limpeza revelam a situação de caos no Hospital Regional de Guanambi, cidade distante a 796 km de Salvador. A denúncia é da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, a partir de relatos de pacientes, atendidos na unidade.

Segundo os denunciantes, há informações de que nos últimos dias, os profissionais de saúde têm se virado para disponibilizar remédios, a exemplo de analgésicos, além disso por falta de leitos, internados têm permanecido em macas, pertencentes a ambulâncias e até mesmo em cadeiras, dispostas nas salas e corredores. O drama tem sido maior para aqueles pacientes que precisam de UTI, pois nem todos conseguem vagas.

Os denunciantes afirmam que a constatação é de que sempre existem leitos interditados. Há reclamações sobre a ausência de medicamentos simples, como buscopan, dipirona e transamin. Consta também problemas na lavanderia e na esterilização, consequentemente, os materiais têm sido encaminhados para serem esterilizados em Caetité, município vizinho.

Segundo o vice-líder da Oposição no Legislativo baiano,  deputado estadual Luciano Ribeiro (DEM), são nítidas as dificuldades existentes no Hospital, condição que tem comprometido o funcionamento da Saúde no município e em toda a região. “É revoltante esse desrespeito aos pacientes. A escassez de recursos e materiais mostra o descaso do governo do estado com a Saúde. São relatos sobre a falta do básico em um Hospital de fundamental importância para o atendimento da população. Queremos uma resposta para esse quadro”, cobra.  O democrata lembra também que é triste saber que esse colapso acontece em outras unidades, que pertencem ao estado.

O líder da Bancada, deputado estadual Leur Lomanto Jr (PMDB), lamenta que em muitos casos, as pessoas perdem a saúde e a vida, em decorrência da falta de prioridade do governo para uma área tão importante. “O governo estadual reluta em pôr o dedo na ferida e apenas repete promessas de campanha”, frisa. Leur Jr. destaca a promessa de Rui Costa (PT), de construção de sete novos hospitais e vinte policlínicas. “Já estamos no terceiro ano de governo e nada disso foi entregue”, condena. O deputado cita que o gestão petista fez apenas a construção do anexo do HGE e pequenas reformas como a do antigo Hospital São Jorge, na cidade Baixa, em Salvador, ambos batizados como sendo novas unidades hospitalares, a primeira como HG2 e a segunda como Hospital da Mulher. “O governo abafa a situação caótica da saúde com muita propaganda. Mas a realidade, como essa vivida em Guanambi traz a tona o sofrimento da população e desmente aquilo que o governo transmite”, enfatiza.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]