Moção de Pesar em memória de Ada Pellegrini Grinover é aprovada

Ada Pellegrini Grinover nasceu em Nápoles (Itália), em 1933, e graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Faculdade de Direito da USP, em 1958.

Ada Pellegrini Grinover nasceu em Nápoles (Itália), em 1933, e graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Faculdade de Direito da USP, em 1958.

O desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia, Baltazar Miranda Saraiva, endossou Moção de Pesar em memória da jurista e ex-professora da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) Ada Pellegrini Grinover, falecida no dia 13 de julho de 2017.

Confira o teor da Moção de Pesar

SENHORA PRESIDENTE

SENHORES DESEMBARGADORES.

Endossando a MOÇÃO DE PESAR apresentada pela ilustre decana deste TJ/BA, desembargadora Silvia Zarif, relativo ao falecimento, no dia 13 do corrente, da jurista e professora da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), ADA PELLEGRINI GRINOVER, manifesto os mesmos sentimentos de pesar, rogando a Deus que a ilustrada jurista tenha na eternidade a paz que em vida mereceu.

ADA PELLEGRINI era titular de Direito Processual Penal e orientadora do Mestrado e do doutorado daquela universidade. Foi pró-reitora da Universidade de São Paulo (USP) e primeira doutora formal da Faculdade de Direito. Em 1973 tornou-se professora livre-docente. Desde 2002 era membro da Academia Paulista de Letras.

Assim, e solidário com a ilustre decana em sua MOÇÃO DE PESAR, peço seja registrado nos anais desta Casa os sentimentos de tristeza e de saudades dos ilustres desembargadores presentes a esta sessão.

Seja encaminhada a presente MOÇÃO à família enlutada e à Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP).

Sala das Sessões, 19 de julho de 2017.

Desembargador Baltazar Miranda Saraiva

Biografia 

Ada Pellegrini Grinover nasceu em Nápoles (Itália), em 1933, e graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Faculdade de Direito da USP, em 1958. Primeira doutora formal da Faculdade de Direito, com a tese “Ação declaratória incidental”, defendida em 15 de maio de 1970. Tornou-se professora livre-docente em 1973.

Era professora titular de Direito Processual Penal e orientadora de Mestrado e de Doutorado. Foi pró-reitora de Graduação da USP na gestão do reitor Jacques Marcovitch (de 1997 a 2001). Também foi presidente do Instituto Brasileiro de Direito Processual e vice-presidente da International Association of Procedural Law e do Instituto Iberoamericano de Derecho Procesal.

Atuou como chefe da Consultoria Jurídica da Secretaria de Justiça do Estado de São Paulo e como procuradora do Estado. Publicou uma extensa lista de artigos, livros e capítulos de livros nacionais e estrangeiros na área do Direito.

Foi agraciada, na Itália, com o título de Doutora Honoris Causa pela Universidade de Milão e com o prêmio da Fundação Redenti, da cidade de Bolonha, em 2007. Desde 2002, era membro da Academia Paulista de Letras, ocupando a cadeira nº 9.

Ada Pellegrini Grinover faleceu no dia 13 de julho de 2017. O velório foi realizado no dia 14 de julho, no Cemitério São Paulo (Rua São Carlos do Pinhal, 376, Bela Vista, em São Paulo). A cerimônia de cremação ocorreu em 15 de julho, no Cemitério e Crematório Horto da Paz, localizado na R. Horto da Paz, 191, em Itapecerica da Serra.

*Com informações da USP.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]