Jornalista Sérgio Sá Leitão toma posse no Ministério da Cultura

Novo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, durante cerimônia de posse no Palácio do Planalto.

Novo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, durante cerimônia de posse no Palácio do Planalto.

O presidente Michel Temer deu posse nesta terça-feira (25/07/2017) ao ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, em cerimônia no Palácio do Planalto. Ao assumir o cargo, Sá Leitão disse que a cultura tem caráter estratégico e deve ser um dos pilares do projeto de país que todos sonham construir.

O ministro lembrou que a cultura, além de contribuir para transformar a sociedade, gera emprego e renda. “A cultura está no cerne da economia criativa, gera empregos, aumenta renda, melhora a qualidade de vida e ressuscita os sonhos de uma nação cotidianamente.”

No comando do Ministério da Cultura, Sérgio Sá Leitão pretende desburocratizar e tornar mais eficiente as ações da pasta. Ele defendeu também a necessidade de combater a crescente pirataria de produtos culturais e pediu a ajuda dos parlamentares para aprovar, ainda em agosto, a medida provisória que prorroga a Lei do Audiovisual.

No discurso de posse, Leitão lembrou ainda a crise econômica, dizendo que “as condições do país são adversas” e que o deficit público reduziu a capacidade de investimentos do Estado brasileiro, inclusive no Ministério da Cultura. Ele afirmou, no entanto, que as reforma estruturais propostas pelo governo vão recuperar o país. O ministro disse que conta com o apoio do presidente Temer para manter instituições federais de cultura funcionando adequadamente.

Temer elogiou a competência e o dinamismo de Sá Leitão e sua experiência em gestão pública na área cultural. “É alguém que conhece a fundo as manifestações culturais do nosso povo”, disse o presidente.

Antes de ser nomeado pelo presidente para o comando do Ministério da Cultura, Sérgio Sá Leitão estava no cargo de diretor da Agência Nacional do Cinema (Ancine). Sá Leitão já passou pelo Ministério da Cultura de 2004 a 2006 quando foi chefe de gabinete na gestão do ministro Gilberto Gil. Na pasta, criou o Programa de Economia da Cultura dentro da Secretaria de Economia da Cultura e também desenvolveu pela primeira vez um mapeamento da economia da cultura.

Também foi secretário municipal de Cultura do Rio de Janeiro entre 2012 e 2015 e diretor-presidente da RioFilme de 2009 a 2015, além de ter exercido diversas outras atividades no setor público e privado.

Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Sérgio Sá Leitão é pós-graduado em E-business pelo Ibmec (atual Insper) e em Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo (USP).

O ministério da Cultura estava sob comando de  João Batista de Andrade. Então secretário-executivo da Cultura, Andrade assumiu a pasta interinamente com a saída, em maio, do deputado Roberto Freire (PPS-PE) do cargo. Em carta enviada ao presidente Michel Temer no mês passado, Andrade informou não ter interesse em ser efetivado no comando da pasta.

*Com informação da Agência Brasil.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]