Debate sobre ‘A Revolução Russa de 1917: legados e lições’ ocorre na UFRB, em Cachoeira

Cartaz com a programação do debate sobre ‘A Revolução Russa de 1917: legados e lições’.

Cartaz com a programação do debate sobre ‘A Revolução Russa de 1917: legados e lições’.

A primeira edição do ‘Ciclo de Debates: 100 anos da Revolução Russa’ aborda o tema ‘A Revolução Russa de 1917: legados e lições’ ocorre no dia 9 de agosto de 2017 (quarta-feira), das 15 às 19 horas, no Auditório do Centro de Artes Humanidades e Letras (CAHL) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em Cachoeira.

O debate é mediado pelo professor Doutor Nilson Weisheimer. Participam como palestrantes Antônio Eduardo Alves (UFRB), abordando o tema ‘A Política Bolchevique na Revolução Russa”; Fábio Batista Perreira (CEPAG); palestrando sobre ‘A Revolução Russa no Ensino de História’; Jorge Nóvoa (UFBA), tratando dos ‘Desdobramentos críticos da Revolução de 1917’; e Mary Garcia Castro (FLACSO), apresentando o tema ‘Alexandra Kollontai: Feminismo e Revolução de 1917’.

Divido em três edições — os próximos eventos ocorrem nos dias 19 e 26 de outubro de 2017 — o ‘Ciclo de Debates’ objetiva a socialização e compartilhamento de conhecimentos entre a comunidade acadêmica e não-acadêmica, abordando as condições, sentidos, legado e lições sobre os 100 anos da Revolução Russa.

O Ciclo de Debates é coordenado pelos professores do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) da UFRB Nilson Weisheimer e Antônio Eduardo Alves.

Estrutura do evento

Sobre a realização do ‘Ciclo de Debates’, o professor Nilson Weisheimer afirma que ele “possibilita um importante espaço para análise crítica e compreensão aprofundada sobre esse fato histórico (politico, econômico e social). Trará como efeito, ainda, a possibilidade de uma formação extracurricular aos interessados no tema.

Nilson Weisheimer explica que os eventos foram subdivididos em três debates, que formam um ciclo. O primeiro debate aborda ‘A Revolução Russa de 1917: legados e lições’; o segundo debate aborda ‘A Experiência do Socialismo Soviético’ e, concluindo o ciclo, ocorre o terceiro debate com o tema ‘Atual Crise do Capitalismo e a Nova Luta pelo Socialismo’.

“Para cada etapa do ciclo de debates foram convidadas destacadas personalidades acadêmicas e atores políticos, com a finalidade de abordar de diferentes ângulos os temas propostos”, comentou Nilson Weisheimer.

O pesquisador Antônio Eduardo Alves conclui a abordagem inferindo que “o evento é de extensão universitária com certificado, e que foi organizado de forma que “a sistematização dos debates realizados permita a organização de uma futura publicação, reunindo os textos apresentados pelos debatedores, como um subproduto do evento proposto”.

Perfil dos palestrantes 

Um dos destaques do primeiro debate sobre a Revolução Russa é a qualidade científica dos pesquisadores convidados à palestrar no evento. Conforme observa-se a seguir:

Nilson Weisheimer é doutor em Sociologia pela UFRGS, Pós-Doutor em Sociologia pela USP, professor adjunto da UFRB; professor permanente do programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais: Cultura, Desigualdade e Desenvolvimento (PPGCS/UFRB); líder dos grupos de pesquisas Núcleo de Estudos em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural (NEAF/UFRB) e Observatório Social da Juventude (OSJ/UFRB). Vencedor so Prêmio capes de Teses em Sociologia – 2010.

Antônio Eduardo Alves Oliveira é doutor em Ciências Sociais pela UFBA; com pesquisa realizada através da Foundation Nationale Des Sciences Politiques( Sciences PO-Paris), professor adjunto da UFRB; e professor permanente do programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais: Cultura, Desigualdade e Desenvolvimento (PPGCS/UFRB).

Fábio Batista Perreira possui Mestrado em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas (2016); Graduou-se em História pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2001); é diretor da Unidade de Ensino Médio e Fundamental II: Colégio Estadual Padre Alexandre de Gusmão (2016); Foi secretário do Conselho Curador do Monumenta/Ministério da Cultura; atuou como coordenador do Ponto de Cultura Terreiro Cultural entre 2005-2008 e realizou diversas atividades junto ao Pouso da Palavra (espaço cultural criado pelo Poeta Damário da Cruz); como músico integrou a primeira formação do Gege Nagô (grupo musical fundado sobre a influência de Mateus Aleluia, remanescente do Tincoãs); e participou de documentários produzidos pela TVE Bahia, além de participar de diversos movimentos sociais.

Jorge Nóvoa é doutor pela Universidade de Paris 7 – Denis Diderot; Pós-doutor pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (Paris) 1998-1999; e Professor Convidado da Universidade de Paris III – Sorbonne Nouvelle (Departamento de Cinema e Audiovisual); e professor titular da UFBA, do Departamento de Sociologia e da Pós-Graduação em Ciências Sociais.

Mary Garcia Castro é doutora em Sociologia pela University of Florida; mestra em Sociologia da Cultura pela UFBA; mestra em Planejamento Urbano e Regional pela UFRJ; graduada em Ciências Sociais pela UFBA; foi pesquisadora visitante no Centro de Estudos Porto-riquenhos do Hunter College, New York (2003-2006); bolsista da Rockfeller Foundation para estudos de pós-doutorado na Universidade de Campinas (2008); Pesquisadora Sênior da UNESCO, é professora aposentada, exercendo o cargo de associada da UFBA, e pesquisadora da Facultad Latino Americana de Ciencias Sociales (FLACSO-Brasil).

Agenda

Debate 1: ‘A Revolução Russa de 1917: legados e lições’

Data: 9 de agosto de 2017 | Horário: das 15:00 às 19 horas

Local: Auditório do Centro de Artes Humanidades e Letras (CAHL) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Endereço: Rua Maestro Irineu Sacramento, S/N  | Bairro Centro

Cachoeira | Bahia | Brasil | CEP: 44300-000

Página do evento: https://www.facebook.com/100RRCAHLUFRB

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Nilson Weisheimer
Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS – 2009), Pós-Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP – 2015), professor adjunto da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS/UFRB), líder dos Grupos de Pesquisa do CNPq: Núcleo de Estudos em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural (NEAF/UFRB) e Observatório Social da Juventude (OSJ/UFRB), e vencedor do Prêmio CAPES de Teses em Sociologia 2010.