Conselheiro da SUDENE, prefeito José Ronaldo participa de reunião que decide aumentar número de municípios do semiárido

Prefeito José Ronaldo participa de reunião do Conselho da SUDENE.

Prefeito José Ronaldo participa de reunião do Conselho da SUDENE.

Em sua primeira participação em reunião de trabalho como conselheiro da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, acompanhou a discussão e aprovação de algumas importantes medidas que devem ser adotadas pelo órgão federal, nos próximos dias.

A reunião, comandada pelo superintendente Marcelo Neves, contou com a presença dos governadores de Pernambuco, Paulo Câmara, e de Minas Gerais, Fernando Pimentel, dos ministros da Defesa, Raul Jungmann, e da Integração, Helder Barbalho, além do presidente do Banco do Nordeste, Marcos Costa Holanda, assim como representantes de diversos estados e instituições do Nordeste.

Uma delas diz respeito ao relatório elaborado pelo grupo de trabalho interministerial que estabelece critérios técnicos para delimitação da região semiárida, com previsão de incluir 54 novos municípios. O relatório aprovado pelo Conselho determina que o número de municípios que compõem o Semiárido aumenta de 1.135 para 1.189, de acordo com informações do assessor especial do Ministério da Integração Nacional (MI), Irani Braga Ramos.

O prefeito feirense entende que, em decorrência da seca e da forte crise econômica enfrentada pelo país, especialmente no Nordeste, a inclusão de novos municípios na região semiárida pode resultar em um maior suporte a essas populações. “A Sudene está sendo sensível a este momento e, certamente, prestando importante contribuição para que uma quantidade maior de cidades esteja sob o seu amparo”.

José Ronaldo ocupa o cargo de conselheiro da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste como representante da Frente Nacional de Prefeitos, entidade da qual o gestor feirense é um dos vice-presidentes.

O superintendente da Sudene, Marcelo Neves, diz que as ações voltadas para o Semiárido são fundamentais para ajudar os municípios inseridos nessa região a enfrentar dificuldade, como o agravamento da seca nos últimos anos. Os critérios técnicos e científicos utilizados para a nova delimitação do semiárido foram precipitação pluviométrica média anual igual ou inferior a 800 mm; Índice de Aridez de Thornthwaite igual ou inferior a 0,50; e percentual diário de déficit hídrico igual ou superior a 60%, considerando todos os dias do ano.

Presente ao encontro, o ministro da Integração, Helder Barbalho, destacou a importância de ações e políticas públicas que garantam o equilíbrio entre as regiões, diminuindo as adversidades e permitindo que áreas como a do Semiárido tenham acesso a benefícios que minimizem as dificuldades. O Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), por exemplo, destina metade de seus recursos às atividades econômicas do Semiárido.

A outra decisão do conselho Deliberativo da Sudene foi a aprovação da utilização do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) para a atração de empresas ligadas ao setor de defesa, como fábricas de aviões e radares.

Para Ronaldo, as mudanças nas diretrizes e prioridades desses fundos são “um importante instrumento para a busca de investidores privados, nacionais e internacionais, em segmentos que movimentam elevada soma de recursos em todo o mundo e, no Nordeste, podem significar uma alavanca para a economia”.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]