Caso Júnior MPA: Secretaria de Justiça da Bahia se reúne com lideranças de agricultores e presta solidariedade à família

Emiliano José, superintendente de Direitos Humanos da Secretaria.

Emiliano José, superintendente de Direitos Humanos da Secretaria.

Na última quinta-feira (13/07/2017), o trabalhador rural e educador popular, José Raimundo Mota de Souza, líder quilombola do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), na Comunidade de Jiboia, município de Antônio Gonçalves, foi morto a tiros enquanto trabalhava. “A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social está absolutamente solidária com a família e adotará as iniciativas necessárias”, afirmou o superintendente de Direitos Humanos da Secretaria, Emiliano José, que conversou com lideranças do MPA, por telefone.

No início desta semana, está prevista uma reunião com o MPA para definir quais procedimentos adotar, inclusive articulando parceria com outras secretarias, como a Sepromi, SDR e SSP. “Evidentemente, que nos colocamos contrários à violência e aproveitamos para fazer um apelo pela paz no campo e a extrema necessidade de darmos um basta a isso”, enfatizou Emiliano.

Júnior do MPA, como era chamado, era a principal liderança da região, conhecido por sua luta em defesa da demarcação de terras e regularização fundiária. O Incra até esteve na comunidade de Jiboia, recentemente, para discutir o processo de regularização.

“Estamos à disposição para nos reunirmos ainda esta semana, a depender da disponibilidade das lideranças do Movimento dos Pequenos Agricultores, e reiteramos nosso papel, enquanto Secretaria de Justiça, de acompanhar os desdobramentos do caso e dar todo apoio e assistência à família”, reiterou Emiliano José.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]