Vererador sugere criação de novo Código de Ética para Câmara Municipal de Feira de Santana

Alberto Nery: amparado no Código de Ética que rege a Casa e que embasa as ações da Corregedoria, sugerimos uma Censura ao vereador Ron.

Alberto Nery: amparado no Código de Ética que rege a Casa e que embasa as ações da Corregedoria, sugerimos uma Censura ao vereador Ron.

O Corregedor da Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS), Alberto Nery, apresentou na manhã desta terça-feira (06/06/2017), o relatório sobre a denúncia apresentada pelo vereador Ron, de que teria sido abordado pro um assessor que lhe ofereceu drogas dentro da Casa. Para a corregedoria, o vereador deverá sofrer uma Censura que será aplicada na próxima semana, quando o relatório será votado no plenário.

“Ouvimos o vereador Ron por duas vezes, a fim de que ele esclarecesse ou até mesmo apontasse o suposto assessor de vereador que havia lhe oferecido drogas nas dependências da Casa da Cidadania.  Em linhas gerais, ele disse que se equivocou e se precipitou ao afirmar que se travava de um assessor. Amparado no Código de Ética que rege a Casa e que embasa as ações da Corregedoria, sugerimos uma Censura ao vereador Ron, que deverá definida em plenário na próxima semana, quando o relatório será discutido e votado.”, explicou.

Nery salientou que agiu com tranquilidade e alertou o vereador Ron sobre a responsabilidade que o vereador tem, enquanto representante do povo. “Disse a ele que quando for fazer algum pronunciamento grave procure antes vereadores experientes e peça conselhos para não gerar situações constrangedoras como esta, que de qualquer forma arranhou a imagem da Câmara e do próprio vereador”, disse o corregedor.

Para Nery, a Câmara precisa de um novo Código de Ética, inclusive para legitimar e dar autonomia à Corregedoria. “A corregedoria precisa ter autonomia para trabalhar de acordo com o que apura. Hoje toda e qualquer decisão que é tomada por ela é submetida a outro organismo que poderá manter ou não a aplicação da penalidade proposta. Sem contar que o voto, nesse caso é secreto. Por isso, acredito que precisamos elaborar um novo Código de ética, adequado as necessidade atuais para fazer sentido inclusive, a permanência da Corregedoria na Casa”.

Ainda segundo Nery, esse episódio deve servir de alerta. “Nós precisamos ter plena consciência do papel que nos foi confiado pelos eleitores. Representamos  a voz de cidadãos da segunda maior cidade da Bahia e temos que ter muita responsabilidade com o que falamos aqui”, finalizou.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]