+ Manchetes >

“Presidente Michel Temer quer domesticar o Ministério Público”, critica deputado Robinson Almeida

Escolha do presidente Michel Temer para PGR é criticada pelo deputado Robinson Almeida.

Escolha do presidente Michel Temer para PGR é criticada pelo deputado Robinson Almeida.

O presidente Michel Temer (PMDB/SP) escolheu a subprocuradora Raquel Elias Dodge para substituir o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no comando do Ministério Público Federal (MPF). A informação foi divulgada na quarta-feira (28/06/2017). Raquel Dodge foi a segunda colocada na escolha da categoria, o primeiro colocado foi Nicolao Dino.

Ao tomar conhecimento do anúncio, o deputado Robinson Almeida (PT) criticou a escolha, lembrando que os governos petistas de Lula e Dilma Rousseff, prestigiando o MP, escolhiam o mais votado pela categoria.

“Com a quebra da tradição democrática da escolha do mais votado da lista tríplice na escolha do procurador-geral da República, Temer dá uma demonstração inequívoca de querer domesticar o Ministério Público. Mais uma atitude de quem governa para si e não para o Brasil. Uma intervenção autoritária, típica de um governo ilegítimo que busca desesperadamente a sobrevida. Lamentável sobre todos os aspectos”, criticou Robinson Almeida.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).